Times paraenses se movimentam para jogar a segundinha

579

O Campeonato Paraense de Futebol da Segunda Divisão ainda não tem data certa para iniciar, mas os clubes já sabem que a previsão é para setembro, por isso, é importante ligarem o alerta e começarem a sondar técnicos e jogadores para formarem o time que vai brigar por uma das vagas na elite do futebol local.

É o que faz o Pinheirense, de Icoaraci, que mesmo vivendo uma fase bem ruim no futebol feminino, que já foi referência na modalidade no estado, recebeu propostas de empresários que desejam tomar à frente do elenco para esta competição.

De acordo com o presidente do General, Paulo Edivaldo, já existe uma base no clube com 32 jogadores, mas se esses empresários realmente assumirem o clube, eles devem montar uma nova e reforçada equipe. “Existem duas empresas que querem assumir o Pinheirense para a Segundinha, mas ainda estamos avaliando tudo para fazermos o acordo com os pés no chão”, explicou.

Outro clube que já está dando os primeiros passos é o Izabelense, que ano passado não conseguiu jogar muitas partidas em casa, pois conseguiu tarde demais a liberação do estádio Edilson Abreu. Dessa vez, o presidente do clube, Gilmar Ferreira, explica que logo vão dar entrada na Federação Paraense de Futebol (FPF) com todos os laudos para não deixarem o torcedor do Frangão sem assistir às partidas.

Em Parauapebas a realidade é igual dos demais municípios paraenses, enquanto o Parauapebas Futebol Clube foi rebaixado do campeonato em 2018, só poderá disputar a segudinha em 2019 para tentar garantir o acesso para 2020, mas os parauapebenses podem ter outro representante este ano, trata-se do Clube Atletico Paraense que tenta com todos os esforços de seu presidente, Rafinha, colocar o time em disputa.

O Clube Atletico Paraense, fundado em 2014 pode está prestes a estrear na competição estadual com o time principal, tendo em vistas que os times da categoria de base disputam campeonatos constantementes.

Comentários