Técnico em Mineração e em Eletrotécnica e Tecnologo em Processos Gerenciais, esta é a formação de Leandro Brandão, novo gestor da Secretaria Municipal de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia (Semmect). Ele tem 36 anos, mora em Parauapebas desde os três anos de idade, tem experiência somente na iniciativa privada e objetivos audaciosos frente à pasta.

Desde que foi criada, em 2012, a Semmect nunca conseguiu desenvolver um trabalho com resultados tangíveis, consequentemente nunca conquistou visibilidade. Segundo o gestor da pasta, a parceria entre o poder público municipal e a iniciativa privada será o fio condutor do crescimento da Semmect nesta gestão.

“Nossa cidade vive da mineração. Transformar a nossa secretaria – que é pequena em tamanho e tem tão pouca visibilidade – em uma secretaria com amplo poder municipal, visada, com dinâmica e interface entre o poder público e o privado, com projetos voltados para o desenvolvimento do nosso município, esse é o nosso principal objetivo”, afirma Leandro.

O secretário adiantou ao Portal Notícias de Parauapebas os principais projetos que deverão ser desenvolvidos. Seguem:

  • Em parceria com o governo federal, implantar um polo da Agência Nacional de Mineração (ANM) em Parauapebas para facilitar regularizações, fiscalizações e levantamento de dados dos pequenos mineradores da região de Carajás.
  • Implantar um museu geológico, com a mostra de todos os minerais existentes na nossa região.
  • Investir em energia fotovoltáico, energia sustentável nas escolas, nos postos de saúde e nas demais repartições públicas que desenvolvem atividades essenciais, reduzindo o consumo e custo.
  • Sensibilizar a população mais carente a reduzir seu custo com energia, por meio do Projeto Tarifa Verde/Reduzida.
  • Criar o Centro de Recuperação de Eletrônico (CRE), para promover a destinação correta dos lixos eletrônicos. Agregado ao CRE, será construído o Centro de Formação de Profissionais de TI.

Comentários