Vereadora Irmã Luzinete rebate acusações de suposto pedido de propina

314

Repercutiu muito em todo o Estado do Pará uma matéria publicada nesta terça-feira (10) no Blog do Vela Preta (www.blogdovelapreta.blogspot.com) e no Site Notícias de Parauapebas (www.noticiasdeparauapebas.com) com o seguinte título: “Vereadores são acusados de exigir propina a dono de supermercado”.

De acordo com a matéria, “os vereadores Odilon Rocha (SDD) e Irmã Luzinete (PV), teriam sido acusados de pressionar o comerciante Edmar, o popular “Boi de Ouro”, proprietário do Supermercado Baratão, a pagar propina por meio de nota superfaturada da Câmara Municipal”.

O caso ganhou ainda mais repercussão com a divulgação da matéria no Programa “Alerta 96”, comandado pelo radialista Demerval Moreno da rádio Arara Azul FM. Na manhã de ontem os vereadores Josineto Feitosa (SDD), atual presidente da Câmara Municipal de Parauapebas e Odilon Rocha (SDD), estiveram no estúdio e rebateram as denúncias e explicaram os fatos ao radialista e munícipes em geral.

Já a vereadora Luzinete Rosa Batista (PV), estava aniversariando no dia de ontem e não pôde comparecer aos estúdios da Arara Azul FM, porém, na parte da tarde, em Sessão Ordinária realizada na Câmara Municipal de Parauapebas, a parlamentar se pronunciou e fez seus esclarecimentos sobre a denúncia publicada em alguns veículos de comunicação de Parauapebas.

Pronunciamento da vereadora Luzinete Rosa Batista (PV) durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas nesta terça-feira (11)

“Eu, Vereadora Irmã Luzinete venho a esta tribuna esta tarde, apresentar meu repúdio contr4a a acusação feita a minha pessoa neste dia, fui acusada de ter pressionado o comerciante Edmar, conhecido também neste município como “Boi de Ouro”, proprietário do Supermercado Baratão, a pagar propina por meio de nota superfaturada da Câmara Municipal. Segundo o final da suposta denúncia, o próprio empresário Edmar, não quis comentar o fato. Pois trata-se apenas de uma perseguição política, pois minha carreira política está preocupando inúmeras pessoas e autoridades neste município, porém, continuarei minha caminhada pois o projeto de Deus para minha vida se concretizará, e estarei trabalhando pela melhoria de condições de nossa população até o dia em que o Senhor me permitir.

Venho esta tarde informar aos meus eleitores, ao povo de Parauapebas e demais regiões do Estado que não tenho nenhuma ligação quanto ao processo de contratação desta Casa Legislativa, devendo este questionamento ser encaminhado ao Excelentíssimo Senhor Presidente desta casa, que desde já informo que desconheço qualquer conduta indevida por parte do Excelentíssimo presidente desta casa neste processo.

Informo ainda que como moradora deste município tenho liberdade de ir e vir, conforme me permite a Constituição Federal de nosso país, caso alguém tenha me visto em algum supermercado ou em qualquer outro estabelecimento não posso eu controlar a palavra das pessoas que querem denegrir a minha imagem de forma leviana.

Digo aos meus eleitores, ao povo de Parauapebas e a todos aqueles a quem interessar que já estou tomando as providencias necessárias para esclarecer tais fatos, estarei exigindo das autoridades competentes que apurem os fatos apresentados, pois como vereadora, para exercer com fidelidade primeiramente a Deus e em segundo lugar à população que aqui me colocou, tenho que conhecer bem a nossa legislação e ela me diz que qualquer acusação deve ser fundada em provas, o que não aconteceu, se quer apresentaram o nome da suposta testemunha que teria feito a suposta denúncia.

Por fim, estou apresentando meu repúdio com este fato, mas reafirmo meu compromisso, primeiramente a Deus e em segundo lugar com o povo de Parauapebas a exercer com caráter, fidelidade, compromisso e competência meu cargo de vereadora e quanto aos meios de comunicação que publicaram de forma leviana, sem a devida confirmação e a procedência desta suposta denúncia, venho requerer a retratação, pois caso não ocorra, estarei buscando os meios legais para que a retratação venha a acontecer, pois sou Serva do Senhor e moradora deste município, devo ser respeitada da mesma forma que respeito a todos.

Estas são minhas palavras, concluo dizendo que meu Deus guia meus passos e os gigantes que se levantarem contra minha pessoas já foram derrotados, pois sei o Deus que sirvo, é nesta confiança que agradeço a atenção de todos, dou este fato por encerrado, pois, tenho muito trabalho para fazer em prol dos moradores deste município e também em prol de nosso Estado.

Meu muito obrigado a todos!”

 

 

Comentários