A Vale obteve, na última terça-feira (27), a Licença de Operação (LO) para expandir a capacidade de produção de minério de ferro em Curionópolis (PA) de 2 milhões para 6 milhões de toneladas por ano. A licença é referente à operação Serra Leste e foi concedida pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas).

A LO para a mineradora foi aprovada depois de seis meses de pesquisa e estudo na área, que fica no sudoeste do Estado do Pará. “Este projeto é de grande importância para a região, para o Estado. Melhora a arrecadação e a geração de emprego e renda. É dessa forma que o Pará se mantém estável na crise”, disse Luís Fernandes, secretário de Meio Ambiente.

O especialista técnico da Vale, Luciano Madeira, que representou a empresa na entrega do documento disse que, além do aumento da produção, o minério extraído em Serra Leste possui boa avaliação no mercado por seu alto teor de ferro. Segundo ele, mais de 800 novos empregos poderão ser gerados com a obtenção da Licença de Operação.

A Vale pretende agora obter mais uma autorização para expandir a capacidade para 10 milhões de toneladas por ano em Serra Leste, para a produção de minério de ferro e minério de ferro granulado. Em março ano, a mineradora obteve a primeira licença para iniciar a produção de 2 milhões de toneladas anuais.

O projeto incluiu mina, usina de beneficiamento, pátio de estocagem e estradas de acesso para explorar reservas estimadas em 29 milhões de toneladas. O cronograma inicia previa o início da operação para junho de 2009, segundo relatórios de investimento da Vale.

“Esse é um empreendimento que não engrandece apenas a ação do governo do Estado, através da Semas, mas engrandece o Pará em todo o seu desenvolvimento, desde o aspecto social até questões econômicas e ambientais”, afirmou o secretário.

Estiveram presentes na assinatura do documento, além de Fernandes e Madeira, o chefe da Casa Civil do Pará, José Megale; o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Pará, Adnan Demachcki e três deputados. As informações são da Agência Pará e da assessoria de imprensa da Semas.

Fonte: NMB