Emissão de RG, CTPS, recadastramento e atualização cadastral do programa Bolsa Família, corte de cabelo, assessoria jurídica, entre outros serviços, foram oferecidos aos produtores rurais que residem no PA (Projeto de Assentamento) Carlos Fonseca e região, zona rural do município de Parauapebas.

Dezenas de pessoas aproveitaram o evento promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), em parceria com a Secretaria Municipal da Mulher (Semmu). “Aproveitei a oportunidade para antecipar e tirar minha carteira de trabalho, para quando eu precisar já ter em mãos”, declarou o estudante Sandrson Silva de Jesus, de 14 anos.

De acordo com o diretor Rogério Borges dos Santos, da Escola Municipal 18 de Outubro, local onde o evento foi realizado, em virtude de muitas reivindicações dos familiares dos alunos, a equipe pedagógica se organizou para promover o evento e convidou a Secretaria de Assistência Social para promover o Semas no Campo naquela localidade.

Um dos serviços oferecidos durante a programação foi o pré-cadastramento de produtores rurais para participarem do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do governo federal, que está sendo implantado pela Semas. De acordo com Suely Guilherme, titular da Diretoria de Emprego e Renda da pasta, esses produtores poderão fornecer para a prefeitura sem burocracia.

“A aquisição de alimentos por meio do PAA não precisa de processo licitatório. O governo federal disponibiliza um cartão para o pequeno produtor rural que será utilizado para o pagamento, conforme a quantidade de alimentos entregues”, informa Suely Guilherme, acrescentando que serão utilizados para refeições dos usuários dos serviços da assistência social: Cras, Creas, Criar, Cime, Abrigo Esperança e Centro Pop.

Elisângela Silva da Silva é uma das produtoras que fez o pré-cadastramento. Ela tem quatro alqueires de terra e atualmente planta mudas de mandioca e cria galinha. Sua produção é basicamente para consumo da família e sua fonte de renda são algumas diárias realizadas pelo seu marido.

“Com esse programa, a gente vai ter mais incentivo para produzir, porque teremos um comprador fixo”, destaca a produtora rural. Técnicos da Semas deverão fazer uma visita em breve para conhecer melhor a propriedade da Elisângela Silva e sua condições sócio-econômica. Dependo da situação, ela pode ser beneficiada também, por meio do PAA, com a doação de alimentos que não são produzidos em sua terra.

Karine Gomes
Núcleo de Imprensa | Ascom

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here