Mais um crime chocou populares de Parauapebas e região neste final de semana. Desta vez não foi nenhum acidente automobilístico, como vem se tornando rotina nos finais de semanas, porém, o caso revoltante aconteceu nas dependências de um hospital particular da cidade.

De acordo com informações repassadas pela Delegada de Polícia Civil Raissa Belebone à imprensa local, uma jovem de 19 anos de idade, de prenome Jaqueline, teria tomado remédios abortivo, provocando assim o abordo de uma criança que tinha seis meses de gestação.

As informações dão conta que Jaqueline teria abortado em uma clínica particular no bairro Rio Verde, e para tentar esconder a criancinha, teria enrolado o corpo em papel higiênico e jogou em seguida em um cesto de lixo.
Logo que funcionários do hospital perceberam o ato, acionaram as autoridades policiais e em seguida Jaqueline foi conduzida à Superintendência de Polícia Civil de Parauapebas, onde a acusada confirmou o crime e confidenciou que o pai da criança não sabia de sua gravidez.

Logo após ser ouvida pela Delegada Raissa Belebone, a acusada de prenome Jaqueline recebeu voz de prisão, porém, pagou fiança, foi advertida para não deixar o município sem prévia autorização das autoridades policiais e aguardará o julgamento do caso em liberdade.

Fonte/Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Enviada via WhatsApp

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here