A entrega de kit’s de materiais de construções para os beneficiados do bairro Tropical e lotes urbanizados para pessoas ligadas a outras entidades sinalização, segurança, moradia digna, regulação do fornecimento de água no complexo Tropical; melhora na qualidade da energia elétrica fornecida pela Rede Celpa e estudo das taxas abusivas cobradas pela concessionária de energia elétrica está  na extensa lista de pautas cobradas por diversas entidades representantes de moradores de bairros periféricos.
O grupo faz protesto, hoje, segunda-feira (9) na Prefeitura de Parauapebas, e de acordo com Hary, Cunha dos Santos, presidente da U.M.C.T. – União dos Moradores do Complexo Tropical, umas das entidades envolvidas no movimento, nenhuma das pautas é novidade para o governo. “É uma luta antiga daquelas comunidades que já tem pedido às secretarias responsáveis o atendimento sem obter sucesso”, conta Hary, dando conta de que o poder público ainda não assumiu o compromisso em atendê-los e só por isso estão ali dispostos a acampar.
Entre as entidades que protestam hoje, 9, segunda, no prédio da Prefeitura Municipal de Parauapebas estão: Sonho do Lar, GAMPP, Vale do Sol, Palafitas, Linhão e U.M.C.T.; que Hary detalhou à nossa equipe de reportagens que se uniram com o objetivo da unificação para que assim, fortalecidas, possam alcançar seus respectivos objetivos.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here