O que é o Enem?

O Enem
(Exame Nacional do Ensino Médio) é uma avaliação de desempenho de
alunos do ensino médio que também serve como porta de entrada para
as melhores universidades do país. E a prova não dá acesso apenas
às universidades públicas, não: com a nota do exame, é possível
concorrer a bolsas de estudo em universidades privadas e até mesmo
estudar em universidades no exterior.

Se interessou? Então é hora de
conhecer mais sobre a prova, sobre o que cai no exame e como começar
a estudar para arrasar no Enem!

Por que eu devo
prestar a prova do Enem?

Se você está em dúvidas sobre
realizar ou não a prova do Enem, saiba quais são as finalidades do
exame e veja se elas atendem às suas necessidades.

A principal função do Enem é a de
servir como uma avaliação de desempenho de alunos que estão no
último ano do Ensino Médio. A nota proveniente dessa avaliação
pode ser usada em processos seletivos que ofertam vagas para
universidades públicas (como o SiSU) e para universidades privadas
(como o ProUni e Fies). Estes processos seletivos abrem em épocas
específicas do ano, geralmente nos meses de Janeiro e Junho, e
seleciona candidatos para ocuparem as vagas disponíveis nos cursos
de graduação das universidades participantes dos sistema, no
primeiro e segundo semestres do ano.

Portanto, se você pretende entrar na
universidade no próximo ano, seja ela pública ou privada, é
importante ficar de olho no período de inscrição do exame – que
geralmente acontece no mês de maio. Só pode prestar a prova,
geralmente aplicada nos meses de outubro e novembro, quem estiver
devidamente inscrito. E se o seu objetivo é entrar para a
universidade, é necessário ter finalizado os estudos no Ensino
Médio para conseguir, depois, concorrer a uma vaga nos processos
seletivos.

Como é a prova do
Enem?

A prova do Enem é dividida em quatro
áreas de conhecimento. São elas: Ciências Humanas e suas
Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens,
Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. Cada
uma das áreas de conhecimento apresentam 45 questões de múltipla
escolha a serem resolvidas pelo candidato.

Desde 2017, a prova é aplicada em dois
domingos consecutivos. Em 2018, ela será aplicada nos dias 04
e 11 de Novembro. As áreas de conhecimento são divididas
entre esses dois dias de aplicação da prova, da seguinte forma:

  • Primeiro domingo: O
    candidato terá que resolver 90 questões das áreas de conhecimento
    de Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens e suas
    Tecnologias; e, ainda produzir uma redação
    dissertativa-argumentativa sobre o tema indicado no caderno de
    provas.

Tempo de prova:
5h30

  • Segundo domingo: O
    candidato terá que resolver 90 questões das áreas de conhecimento
    de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas
    Tecnologias.

Tempo de prova:
5h

Para quem quer entrar ainda mais a
fundo no exame, é possível saber quais são as competências e
habilidades exigidas dos candidatos na prova, além dos objetos de
conhecimento que serão cobrados. Elas estão todas discriminadas
neste
documento
, que você pode acessar a hora que
quiser.

Como passar no Enem?

Depois de entender um pouco mais sobre
a prova, é hora de começar a organizar a sua estratégia para
conquistar uma boa nota no exame.

O Enem cobra questões das quatro áreas
de conhecimento citadas acima, mas de modo geral, podemos dizer que
ele cobra o conhecimento de quase todas as disciplinas que você
estudou no Ensino Médio. Isso significa que você terá que
responder questões de:

Matemática

Biologia

Química

Física

História

Língua
Portuguesa

Geografia

Sociologia

Filosofia

Literatura

Redação

Muita coisa, né? Por isso, é
importante se organizar para dar conta de toda a matéria cobrada na
prova.

A melhor forma de fazer isso é criando
um cronograma de estudos. Independentemente da época do ano em que
você começou a estudar – em Janeiro, em Maio ou se nem começou
ainda -, é necessário ter uma lista dos assuntos que mais
apareceram nas provas dos últimos anos. Assim, se você está com a
agenda de estudos apertada, deve dar prioridade para esses temas que
com certeza vão aparecer. Crie uma rotina de estudos, distribua as
disciplinas para cada dia da semana e arrase nos estudos!

A dica de ouro para quem está
estudando em casa para o Enem: não adianta ficar só lendo a teoria,
é preciso praticar! Estude
com questões analisadas e comentadas do Enem.

Assim, você verá como os assuntos são cobrados, terá mais
familiaridade com a prova e nenhuma surpresa com o exame de verdade.

Além do mais, estudar com provas
antigas é também uma ótima forma de testar seus conhecimentos e
ver qual é, de fato, o seu nível de preparação para o Enem.

Comentários