Empresários de Parauapebas aprovam aumento salarial proposto pela Fecomércio

0
463
A proposta está sendo debatida com o sindicato laboral e ainda precisa ser aprovada para integrar a Convenção Coletiva de Trabalho
 
Na noite desta quinta-feira, 2, empresários de diversos segmentos de Parauapebas aprovaram a proposta da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo no Estado do Pará (Fecomércio) para a Convenção Coletiva de Trabalho de 2015. A Fecomércio, que atualmente representa a classe patronal do comércio de Parauapebas, está em negociação com o sindicato laboral para definir os termos do documento que vai regular a relação de trabalho entre empregador e empregados do setor de comércio até 2016. Os empregadores de Parauapebas aprovaram o valor do salário-base profissional em R$ 975,00 e um aumento de 8% para os empregados que ganham um salário acima deste valor. Além disso, foi aprovado o pagamento de ticket alimentação de R$ 5,00 por dia trabalhado, o que soma R$ 110,00 por mês.
 
Para Herivelto Bastos, diretor sindical da Fecomércio, a proposta precisa ser avaliada com sensibilidade pelo sindicato laboral. “Todo empresário quer remunerar bem o seu empregado, principalmente aquele mais dedicado. Mas é preciso ter em mente que a situação do interior não é igual à da capital. Além disso, o momento econômico da cidade é outro, tem que ter essa sensibilidade”, ressaltou. O diretor também sugeriu que os empresários já apliquem um aumento de acordo com a inflação, até que a negociação seja concluída. “Como a data-base é maio, vocês já podem aplicar o aumento da inflação. Assim, quando o acordo for finalizado, as finanças das empresas não serão tão afetadas com um grande volume de pagamento retroativo a fazer”, explicou.
 
O encontro, organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Parauapebas (CDL), também tratou da criação de um sindicato patronal para unir e representar a classe empresarial do município. “Com um sindicato aqui, vamos ter mais autonomia para fazer as negociações de acordo com a nossa própria realidade. É uma ferramenta importante para que a classe se fortaleça ainda mais”, afirmou Marksan Gomes, presidente da CDL. Foi marcada uma reunião para a próxima quarta-feira, para tratar especificamente da criação do sindicato. A reunião será realizada às 18h30, na Faculdade Metropolitana, onde também ocorreu o evento desta quinta-feira,2.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.