A decisão entre Independente e Parauapebas é só no domingo (8), mas o jogo já começou nos bastidores. A diretoria do Parauapebas Futebol Clube está indo a Belém, na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), para questionar o regulamento do Parazão 2015. A cúpula do PFC afirma que o time é o primeiro colocado na fase classificatória, sendo assim, o jogo que está marcado no estádio Navegantão, em Tucuruí, deveria ser alterado para o estádio Rosenão.

O questionamento veio à tona pelo fato do regulamento da FPF não esclarecer de forma clara, os critérios de desempate da semifinal e final do 1º turno. “Podemos ver o regulamento da competição no site mesmo. É só ler com atenção. Em nenhum momento ele diz semifinal e sim fase classificatória”, afirmou Mário Fernando, gerente executivo do PFC.

Na fase classificatória, Parauapebas e Independente ficaram rigorosamente empatados. O Trem de Ferro conquistou o primeiro lugar no critério do confronto direto, onde venceu o adversário, por 1 a 0, na última rodada do turno, e decidiu em casa a semifinal diante do Cametá.

Para a diretoria do PFC o que vale é a fase classificatória, e por este motivo esperam mudança do local da finalíssima. “A diretoria do PFC está a caminho de Belém para recorrer da decisão de mudança do mando de jogo. Na verdade vamos recorrer o que é de direito, o que está no regulamento”, declarou Túlio Portal, presidente do clube.

Acompanhe o que diz o regulamento:

Art. 17 – O 1º TURNO – TAÇA CIDADE DE BELÉM será disputado em 03 (três) etapas 1ª ETAPA CLASSIFICATÓRIA, 2ª ETAPA – SEMI-FINAL e 3ª ETAPA – FINAL.

§ 1º – Na 1ª ETAPA CLASSIFICATÓRIA os 10 (dez) clubes irão compor duas chaves de 05 cinco clubes, A1 e A2, iniciarão com zero ponto e jogarão entre si, dentro da chave em jogos somente de ida, classificando-se para a 2ª ETAPA – SEMI-FINAL os 02 (dois) primeiros classificados por índice técnico de cada chave. Em caso de empate em número de pontos ganhos entre 02 (dois) ou mais clubes serão observados os critérios de desempates mostrados abaixo para se conhecer a ordem de classificação:

1º) Maior número de vitórias na Taça Cidade de Belém;

2º) Maior saldo de gols na Taça Cidade de Belém;

3º) Maior número de gols pró na Taça Cidade de Belém;

4º) Confronto direto (quando o empate ocorrer entre dois clubes) na Taça Cidade de Belém;

5º) Sorteio a critério da FPF.

§ 2º – Na 2ª ETAPA – SEMI-FINAL os 04 (quatro) clubes classificados na 1ª ETAPA CLASSIFICATÓRIA serão divididos em 02 (duas) chaves, mostradas abaixo e jogarão entre si 01 (uma) única partida, dentro da chave, iniciando com zero ponto, classificando-se para a 3ª ETAPA – FINAL, o clube que obtiver o maior número de pontos ganhos, na semifinal.

CHAVE “B” – 1ºA1 x 2ºA2

 CHAVE “B1” – 1ºA2 x 2ºA1

Parágrafo Único – Em caso de empate em pontos ganhos após o encerramento da partida, em cada chave, da SEMI-FINAL – TAÇA CIDADE DE BELÉM, a partida será decidida através da cobrança de tiros livres direto da marca do penalty de acordo com International Board.

§ 3º – Na 3ª ETAPA – FINAL os 02 (dois) clubes classificados na 2ª ETAPA – SEMI-FINAL jogarão uma (01) única partida, iniciando com zero ponto o clube vencedor será considerado CAMPEÃO da TAÇA CIDADE DE BELÉM.

Vencedor “B” Vencedor “B1”

 Parágrafo Único – Em caso de empate, o jogo será decidido através da cobrança de tiros livres direto da marca do penalty de acordo com International Board.

Por Fábio Relvas / Foto : Antonio Cícero

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here