Presidente da Câmara de Parauapebas esclarece sobre sessão polêmica de terça-feira

946

A Câmara Municipal de Parauapebas, considerando os últimos acontecimentos, vem a público esclarecer que a Sessão Ordinária realizada nesta terça-feira, 03/03/2015, transcorreu normalmente com a apreciação de toda a matéria da pauta, sem nenhuma intercorrência no pequeno e no grande expediente. E já nas explicações pessoais, houve uma situação de insegurança na Casa que poderia comprometer a realização do restante dos trabalhos, motivo pelo qual o presidente decidiu declarar encerrada a sessão.

Após encerrada a sessão, ao arrepio do Regimento Interno, os vereadores Eliene Soares da Silva (PT), Luzinete Rosa Batista (PV), Moacir Charles Agnelo Borges Segundo (SDD), José Francisco Amaral Pavão (SDD), José Arenes Silva Souza (PT), Bruno Leonardo Araújo Soares (PP), Josineto Feitosa de Oliveira (SDD) e João Assi (SDD) iniciaram uma sessão, onde compuseram uma mesa diretora, com o fim de analisar e votar uma representação tratando do possível afastamento do prefeito Valmir Mariano.

Ressalta-se que a Mesa Diretora da Câmara, composta pelos vereadores Ivanaldo Braz Silva Simplício (presidente), Antônio Chaves de Sousa (vice-presidente), Maridé Gomes da Silva (primeiro secretário) e Luzinete Rosa Batista (segunda secretária), eleita democraticamente para comandar a Câmara no biênio 2015/2016, não foi em momento algum destituída.

Por último, os atos de presidir, abrir, encerrar, suspender e prorrogar sessões são de competência do Presidente da Câmara, nos termos do art. 19, inciso III, alínea “a” do Regimento Interno.

Ivanaldo Braz Silva Simplício
Presidente da Mesa Diretora

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui