Primeiro lote de pouco mais de 1 milhão de equipamentos de proteção individual (EPIs) para profissionais de saúde, comprados pela Vale na China, chegou hoje (9/04) ao Brasil. O lote refere-se a um total de 15,8 milhões de unidades adquiridas pela empresa. Imprescindível no combate ao novo coronavírus (Sars-CoV-2), que provoca a doença Covid-19, o material será doado ao governo federal, que pretende distribui-lo para unidades de saúde espalhadas pelo país.

O avião com a remessa partiu ontem do Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun, na província chinesa de Guangdong, e chegou às 17h20 no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Quase a totalidade dos EPIs será entregue ao longo deste mês. A primeira remessa de EPIs é composta por 1 milhão de máscaras cirúrgicas descartáveis e de 2.250 óculos de proteção.

“São equipamentos importantes para proteger os nossos médicos e enfermeiros que estão na linha de frente, atendendo os milhares de brasileiros internados por causa do novo coronavírus”, afirma o diretor-presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo.

Testes

Junto com a primeira remessa de EPIs, vieram também mais 1 milhão de kits de teste rápido para detecção do novo coronavírus. Somada aos equipamentos de proteção individual, a carga totaliza 16,6 toneladas, distribuídas em 1.039 caixas. É o segundo lote de kits de teste rápido, somando então 1,5 milhão de unidades entregues ao governo federal do total de 5 milhões comprados pela Vale. O primeiro lote, de 500 mil, chegou ao país no dia 30/03. Até o fim deste mês, a Vale entregará ao governo federal o restante dos kits, que atendem integralmente à recomendação e às especificações técnicas fornecidas pelo Ministério da Saúde.