Parauapebas já viveu dias melhores na elite do campeonato paraense, principalmente com o Parauapebas Futebol Clube que em 2015 fez uma campanha histórica, findando o campeonato em primeiro na classificação geral e a um “triz” de ter conquistado o primeiro turno contra o Independente em Tucuruí, mas apesar da taça não ter vindo a “capital do minério”, o Gigante de Aço conquistou uma vaga para a Copa do Brasil e Copa Verde de 2016, sendo que a ultima foi tirada no tapetão pela CBF.

Já o recém nascido Clube Atlético Paraense – CAP, vem caminhando em passos largos e apesar de ter estreado na competição apenas em 2018, se mostra bem mais organizado e estruturado que muitas equipes “velhas” da região norte do país. Em sua estreia, o clube do ex-jogador Rafael Lopes fez uma campanha mediana, mas muito além de que muitos imaginavam e acreditavam pelo pouco tempo de fundação do clube que promete ser uma potencia nos anos vindouros.

Pois bem, Parauapebas Futebol Clube foi rebaixado da elite em 2018 e o Clube Atlético Paraense não conseguiu o acesso a elite em sua estreia na competição e o que todos queriam, vai acontecer antes do esperado.

Neste sábado (24) aconteceu uma reunião em Belém, mas precisamente na Federação Paraense de Futebol com os representantes dos clubes que disputarão a competição em 2019 e definiram as chaves da competição e Parauapebas Futebol Clube, Clube Atlético ParaenseSport Clube Itupiranga e Gavião Kykatejê ficaram no mesmo grupo, apenas dois se classificam para o mata-mata.

Comentários