Portal Notícias de Parauapebas

Diretor do Sesi/Senai presta esclarecimentos sobre construção do novo prédio da instituição em Parauapebas

Na sessão da Câmara desta terça-feira (27), o diretor do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Parauapebas, Carlos Felipe Sassim Francês, prestou esclarecimentos acerca da construção das novas instalações da instituição no município.

O pedido de esclarecimento foi solicitado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Ivanaldo Braz (PDT), e oficializado no Requerimento nº 13/2021, aprovado na sessão ordinária da última terça-feira (20). A convocação se deu ao fato do fim do prazo para o início das obras, porque, conforme a legislação vigente, com a expiração do prazo o terreno retorna ao domínio do município.  

Para impedir a devolução da área de 55.556 m², doada exclusivamente para a instalação da Unidade Operacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) e da Unidade Operacional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), houve a convocação, devido à proximidade do término do prazo para início das obras.

Ao iniciar os esclarecimentos, Felipe Francês reforçou a intenção da instituição na realização da construção e ainda contou que o recurso para a obra já está disponível em conta.  

“Em meados de 2014 a 2015, a instituição passou por crise econômica que impossibilitou a continuidade dos projetos referentes à obra. Em seguida, foi iniciada a terraplanagem, mas houve entraves no financiamento que é realizado pelo BNDES. Em 2019, foi apresentado à prefeitura o layout das futuras instalações do Sesi/Senai e em 2020 foi aberta a licitação para que pudesse ter o início das obras. Porém, devido à pandemia, todas as obras foram suspensas no ano de 2020, mas a licitação está em curso e a previsão é que ainda este ano se iniciem. Após o início das obras, o prazo máximo de construção, conforme o processo licitatório, é de dois anos”, explicou Felipe Francês.  

O diretor também ressaltou que a primeira obra a ser iniciada será a das instalações do Sesi, para atender educação infantil e lazer, sendo o clube Sesi integrado. “Temos intenções maravilhosas de crescimento para participar da formação profissional das crianças de nosso município. Com o fim da licitação em curso, a obra será iniciada, mas uma parte do recurso já está ativa na compra dos equipamentos que irão equipar a nova unidade”, revelou.

Na oportunidade, o vereador Braz questionou a quantidade de crianças que serão beneficiadas pelos serviços educativos da instituição. Felipe Francês alegou que o Sesi e o Senai farão de 10 a 15 mil matrículas por ano. Atualmente, o atendimento é de quatro mil matrículas. Portanto, a obra proporcionará uma grande expansão dos serviços prestados em Parauapebas, sendo que, pela primeira vez, haverá atendimento da educação infantil.

Ivanaldo Braz pediu aos vereadores membros da Comissão de Educação que acompanhem o desenvolvimento das obras. No ensejo, Felipe Francês solicitou aos vereadores providência no asfaltamento e abertura das ruas próximas ao terreno doado para agilizar a visitação das empresas que participarão da licitação para a construção.

O espaço doado pelo município fica localizado no Bairro Beira Rio II e será o maior Sesi/Senai integrado do Estado do Pará. A unidade do Senai, na Rua F, Bairro União, continuará com o mesmo funcionamento, independentemente da nova construção.

Em seguida, os vereadores Leandro do Chiquito (Pros) e Eliene Soares (MDB) pediram para visitarem a área e terem mais conhecimento sobre as futuras instalações.  

Para a vereadora Eliene, além de melhorar a educação, o empreendimento ainda vai gerar emprego e renda, “por isso, vamos apoiar em todas as demandas necessárias”.

O vereador Joel do Sindicato (PDT) aproveitou a oportunidade e questionou por que as obras do prédio da Rua F ainda não foram concluídas. Felipe explicou que o Senai da Rua F funciona em comodato, pois a propriedade do imóvel é da mineradora Vale. Devido a este fato, o Senai não tem gerência no andamento das obras.  

O vereador Zacarias Marques (PP) se colocou à disposição para legislar a favor do empreendimento. “Sem dúvida, este é um grande empreendimento para o município. Como líder de governo, colocamo-nos à disposição para auxiliar nesta construção, pois a implementação do sistema S em nossa cidade vai proporcionar ainda mais desenvolvimento”, assegurou Zacarias Marques.

“O Senai administra 28 cursos, mas ainda não são ofertados na totalidade em nosso município. A formação de nossos jovens precisa ser realizada na cidade, por isso precisamos ver essa obra em andamento, para qualificá-los perto de suas famílias”, alegou o vereador Elias da Construforte (PSB).

Texto: Josiane Quintino / Revisão: Waldyr Silva / Fotos: Felipe Borges (AscomLeg)

Comentários