Portal Notícias de Parauapebas

Deputado ataca Paulo Gustavo: “morte não faz dele um herói”

O ator Paulo Gustavo morreu em decorrência das complicações causadas pela Covid-19. Ele ficou internado em um hospital do Rio de Janeiro por 53 dias. Muitas homenagens estão sendo prestadas por amigos e fãs, que admiravam o trabalho do ator. Mas, ao que parece, alguns se incomodaram com o reconhecimento à memória do humorista.

Nesta quinta-feira (06), o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) disse que querem fazer da morte de Paulo Gustavo um “palanque eleitoral”. Na Twitter, o parlamentar declarou que “a esquerda faz da morte seu palanque eleitoral. Querem transformar Paulo Gustavo na nova Marielle. Agora quererem tirar o nome de Costa e Silva da Ponte Rio-Niterói para por o nome do ator Paulo Gustavo, cuja vida vale tanto quanto as mais de 400 mil vítimas da pandemia”.

Em entrevista ao Metrópoles, o deputado Otoni de Paula disse que a morte do humorista não faz dele um herói. “Ora, a despeito de o Brasil ter se sentido consternado e orado pela recuperação de Paulo Gustavo, isso não faz desse pobre homem, que foi mais uma vítima desse vírus infeliz, um herói nacional ou um mártir”.

Comentários