Pequenos e médios produtores rurais podem obter incentivo financeiro por meio do Crédito Rural do Banco do Estado do Pará (Banpará). Até junho de 2021 estarão disponíveis R$ 179 milhões à produção sustentável, tomando por base as diretrizes do Plano Safra 2020/2021. Interessados devem procurar qualquer agência do estado e apresentar uma proposta elaborada por um projetista. O trabalho pode ser feito, inclusive, com apoio de técnicos da Empresa de Assistência Técnica Rural do Estado do Pará (Emater).

De acordo com Cindy Ornella, superintendente de Desenvolvimento Econômico e Social do Banpará, a instituição realiza adaptações conforme a realidade local. “O Plano Safra 2020/2021 consolida as diretrizes gerais determinadas pelo Conselho Monetário Nacional, pelo Banco Central, pelo Ministério da Agricultura para a política de Crédito Rural no Brasil. Então, enxergando as possibilidades, fazemos um direcionamento, uma adaptação para o Plano Safra do Banpará. Estamos priorizando o incentivo à produção sustentável e focando nos pequenos e médios produtores rurais paraenses”, explicou a gestora da área responsável pelo Crédito Rural.

O diferencial é ofertado em taxas menores ou isenção de taxas de análise de crédito ao produtor rural. “Com isso conseguimos dar apoio aos produtores, para que eles consigam expandir a sua produção, se sustentar nos momentos de dificuldade, manter os insumos necessários para garantir sua colheita e o retorno do seu investimento inicial”, acrescentou a representante do Banpará.

Até junho de 2021, estarão disponíveis quase R$ 179 milhões, dos quais R$ 64 milhões são dedicados exclusivamente ao médio produtor, no âmbito do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), com taxas ainda menores, a partir de 5% ao ano.

As linhas de crédito podem atender qualquer necessidade das atividades agropecuárias, sejam para custeio, investimento, comercialização e industrialização. “Basta o produtor se dirigir a uma agência do Banpará, qualquer uma de nossas unidades de atendimento está apta a operar Crédito Rural, por todo Estado. Precisa também de um projetista, para poder detalhar qual a sua demanda – esse projetista inclusive, pode ser a Emater”, informou a superintendente.

Mais informações podem ser obtidas, aqui.

Comentários