O crescimento do eleitorado no Pará registou um crescimento significativo nos últimos 8 anos, saltando de 3.707.602 eleitores em 2004 para 5.206.258 este ano (2015) e tem a projeção de chegar a 6.035.480 até 2020. De 2006 a 2014 o crescimento eleitoral no Brasil foi de apenas 16%, mas no Pará foi diferente crescendo no mesmo período 28%. Comportamento bem mais acelerado teve os dois municípios vizinhos: Parauapebas e Canaã dos Carajás que, empurrado pela locomotiva do minério, cresceram alarmantemente.

Canaã dos Carajás, neste período, 2006 a 2014, cresceu 79%; atrás de Parauapebas com 106% de aumento eleitoral. E foi este crescimento que provou ser necessário a instalação de mais uma Zona Eleitoral que será inaugurada no dia 22 deste mês, dezembro.

Em janeiro, de acordo com Felipe Houat de Brito, Secretário de Tecnologia da Informação do TER, será inaugurado a nova sede do Fórum Eleitoral de Parauapebas já abrigando as duas zonas eleitorais (75ª e 106ª), além de instalação de zona exclusiva para Canaã dos Carajás e instalação de até duas novas zonas eleitorais para Parauapebas. “Já existe contato do TRE com a prefeitura para agilizar a cessão de uma nova área para a construção do Fórum Eleitoral”, contou Felipe.

Prestação de contas – Usando a tribuna a da Câmara Municipal de Parauapebas, na terça-feira, 15, o representante do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Felipe Houat de Brito falou da ação da Justiça Eleitoral no Município fazendo o Recadastramento Eleitoral.

Felipe é Secretário de Tecnologia da Informação do TRE e detalhou o trabalho que entra em sua reta final em 22 Municípios paraenses. Ele mensurou que no Pará já existem 5.314.547 eleitores, número que se faz necessário o cadastro biométrico em municípios de regiões diversificadas, ao todo 22, nos quais abrigam 25% do eleitorado do Pará, um total de 1.324.973 eleitores.

Em Parauapebas de acordo com dados do TRE já existem 137.535 eleitores dos quais pelo menos 110.028 devem comparecer ao cadastro biométrico no prazo que se encerra dia 19, sábado, número que representa 80% do eleitorado. Destes, até terça-feira, 15, já haviam feito o recadastramento 107.997, ou seja 78,52%.

Neste período aconteceu também o alistamento de mais 7.030 eleitores, aumentando assim 5,11% o eleitorado de Parauapebas; além de 19.500 transferências, o equivalente a 14,18% do total geral. Somados os revisados, alistados e transferidos, até terça-feira, 15, tínhamos um total de 134.527, 97,81% do total geral, que é 137.535 eleitores.

O TRE facilitou a vida dos eleitores colocando à disposição cerca de 30 terminais no Posto de Atendimento; fez ainda ações itinerantes em diversos bairros e vilas: Vilas Paulo Fonteles, Sansão, CEDERE, Palmares I, Palmares II; Nucleo de Carajas; bairros Guanabara e Rio Verde. Além das aldeias índigenas: Kaeteté, Ô-Ô-Djá e Djudjé-Kô. A somatória de todos estes locais que recebeu o serviço itinerante de recadastramento biométrico é de 12.794 eleitores o equivalente a 10% do eleitorado no Município.

De acordo com Felipe com o término do prazo para o recadastramento biométrico todos os eleitores que não fizeram seus respectivos recadastramentos terão seus títulos cancelados podendo a partir do dia 7 de janeiro a 4 de maio de 2016. Mas ele alerta para o diferencial que é, segundo ele, o retorno dos trabalhos serem feitos no cartório eleitoral e com um número bem reduzidos de atendentes, em relação ao que hoje oferece o Posto de Atendimento.

Francesco Costa – Da redação

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here