Marabá: Seasp e Senar entregam certificados de Auxiliar Agropecuário para detentos do CRRAMA

0
319

A turma composta de 10 alunos se reuniu nesta quinta-feira (14), na sala de aula do Centro Regional de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRRAMA), para receber os certificados de conclusão do curso de Auxiliar Agropecuário.

Edemilton Silva Soares participou do curso e elogiou a equipe do Pronatec que ministrou as aulas. “Apesar das dificuldades, a gente conseguiu empreender bom êxito no nosso curso, até chegar a essa conclusão e receber o certificado, que é importante. E não só o certificado, mas também o aprendizado, que leva a gente a um futuro melhor. A sair daqui desse lugar e conseguir um bom emprego”, disse.

O curso foi ministrado durante três meses e teve as atividades encerradas no último dia 17 de dezembro. A realização foi feita em parceria entre o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), que enviou professores e materiais.

A coordenadora do Senar em Belém veio à Marabá para fazer a entrega dos certificados e da bolsa-auxílio a que os alunos têm direito. O assessor técnico do Senar no município, Virgilino Camargo, também esteve presente à solenidade.

A coordenadora do Pronatec em Marabá, Claudia Araújo, que representou a Secretaria Municipal de Assistência Social (Seasp), também esteve presente e disse que a Seasp deve iniciar uma série de ações para beneficiar os internos do CRRAMA.

“Vamos ofertar além dos cursos do Pronatec, oficinas de sabão liquido, de doces e salgados, oficinas de maquiagem para as mulheres. A Seasp, a Prefeitura de Marabá e o Senar estão fazendo isso em conjunto. É um grupo fazendo com que eles tenham uma boa ressocialização, uma vida melhor”, disse, explicando que a Seasp deve ainda providenciar a emissão de documentos, além de cadastrar os internos em programas sociais.

O diretor interino do CRRAMA, coronel Fernando Barros, entregou alguns certificados e disse que a experiência é gratificante. “Isso é muito bom para eles, para a sociedade e para a casa penal. A gente precisa também investir na educação. É um caminho longo, mas é a melhor solução para que a gente possa mudar, principalmente, os valores éticos da nossa sociedade”, disse.

Outros cursos

Outros 10 internos do sistema penal também participaram do curso de padeiro, que teve as atividades encerradas no último dia 9 de dezembro. A parceria entre governo federal e município beneficia ainda as comunidades da zona rural com os cursos de horticultura, aquicultura e cooperativismo, que estão sendo ministrados nas vilas Murumuru, Sarandi, Itainópolis, Brejo do Meio e no Km 21. São ao todo sete turmas, com uma média de 20 alunos. A entrega dos certificados de conclusão continua até esta sexta-feira (15). (Texto: Fabiane Barbosa/Fotos: Dinho Aires)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui