Instituto Tecnológico Vale oferece 50 bolsas de pesquisa

1694

O Instituto Tecnológico Vale (ITV), instituição sem fins lucrativos de pesquisa e ensino de pós-graduação, seleciona 50 bolsistas para trabalhar em projetos de pesquisa científica e tecnológica. As bolsas terão duração de até 12 meses com possibilidade de renovação por um ano e serão concedidas por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq).

Os três temas de pesquisa são computação avançada, meteorologia e mudança do clima, tecnologias de mineração e automação e integração de processos; biodiversidade, biotecnologia, ecologia e serviços ambientais e ciência do solo e planta; e geologia ambiental, recursos hídricos, socioeconomia e sustentabilidade. As inscrições vão até 18 de dezembro.

Segundo o ITV, as bolsas serão nas modalidades Especialista Visitante (BEV), Pesquisador Visitante (PV), Pós-Doutorado Empresarial (PDI) e Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI), nas modalidades A, B e C.

A modalidade A é para profissional de nível superior com, no mínimo, se anos de efetiva experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação; a B é para profissional de nível superior com, no mínimo, dois anos de efetiva experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação; e a C é para profissional de nível superior.

Os interessados devem enviar currículo Lattes atualizado e carta justificando o interesse pelo tema e modalidade de bolsa para o e-mail itvds@itv.org. A seleção será feita pelos coordenadores dos projetos com base no currículo e na experiência compatível com as atividades da bolsa pretendida.

Os candidatos pré-selecionados poderão ser submetidos a entrevistas em dia e horário a serem definidos pelo coordenador do projeto.

O ITV foi criado em 2009 com o objetivo de criar opções de futuro por meio de pesquisa científica e desenvolvimento de tecnologias de forma a expandir o conhecimento e a fronteira dos negócios da Vale de maneira sustentável.

O instituto possui mais de 50 pesquisadores em seu quadro e tem duas unidades em operação, uma voltada para temas ligados à mineração em Ouro Preto (MG) e outra em Belém (PA), especializada em questões relacionadas ao desenvolvimento sustentável.

Comentários

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here