Em Parauapebas o período é de atenção redobrada, a fim de garantir a segurança da população. E uma das preocupações é com uma brincadeira que pode causar sérias consequências: soltar pipa (ou empinar papagaio) com linhas enceradas com vidro moído, o popular cerol.

O cerol tradicional é uma mistura de cola com pó de vidro (normalmente de bulbos de lâmpadas). Mas já existem várias modificações no cerol, e uma delas é substituir o vidro por pó de ferro, facilmente adquirido em serralherias. Por causa da presença do ferro, as linhas com este tipo de cerol conduzem eletricidade, bastando um único contato com os fios de alta tensão para que a pessoa seja eletrocutada. Mesmo sendo perigosa, a mistura com pó de ferro é utilizada, porém em menor quantidade que a mistura feita com vidro.

É comum ver durante os dias varias crianças e até adultos brincando nas ruas, principalmente em locais movimentados de alto circulação de veículos, correndo riscos de acidentes.

Medidas de segurança para soltar pipa:

• Não usar linhas com fio de cobre ou cerol. Só as de algodão são seguras;

• Não soltar pipa perto de fios ou antenas, para evitar choque elétrico;

• Não soltar pipa com chuva ou relâmpagos;

• Não retirar pipas presas em fios de transmissão de eletricidade ou árvores, nem fazer pipas com papel laminado, pois isso aumenta o risco de choque;

• Olhar bem onde pisa, especialmente quando andar para trás, para evitar quedas;

• Caso a linha se rompa, não correr atrás da pipa sem observar se o caminho é seguro, e

• Usar luvas ao soltar pipa, para não machucar as mãos.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here