O Uber chegou no município no dia 20 de setembro de 2017 e apesar do pouco tempo já gerou um grande “auê” e dividiu opiniões em Parauapebas.

Hoje, quase dois meses da chegada do aplicativo poucas pessoas puderam ter a chance de andar de Uber, em virtude dos poucos carros disponíveis pelo aplicativo.

O aplicativo passa o dia quase todo sem carro disponível.

Em conversa com um motorista do Uber de Parauapebas ele diz que a grande repercussão do aplicativo no município intimidou varias pessoas a a se tornar motorista e que depois do episodio onde uma motorista de Uber teve o para-brisa traseiro de seu carro quebrado por um taxista, vários motoristas do app desistiram de seguir na nova modalidade.

Outro ponto mencionado pelo motorista, diz ser a viabilidade rentável do aplicativo, pois as ‘caronas’ são em valores bem acessíveis e em Parauapebas sofremos com o alto preço da gasolina além do Uber ainda ter direito de 25% de comissão em cima de cada viagem, se tornando quase inviável a modalidade.

 

 

 

Comentários