Turma de mulheres e pessoas com deficiência é o maior da história de Carajás