Após indicação n° 367/2018 do vereador Braz, a Superintendência Regional do Trabalho de Belém e a Prefeitura Municipal de Parauapebas, firmaram um convênio para a emissão e impressão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS),  no município de Parauapebas.
Indicação aprovada durante sessão
Parauapebas é uma cidade operária, por essa razão atrai muitas pessoas de quase todas as regiões do País em busca de emprego, além disso, é grande o número de jovens nascidos aqui que entram anualmente no mercado de trabalho local, diante dessa situação, temos observado a dificuldade do Executivo Municipal em atender a demanda de expedição de um dos principais documentos para o ingresso no mercado de trabalho que é a Carteira de Trabalho, hoje leva-se em média de 15 a 20 dias para entrega, essa demora, muitas das vezes faz com que o trabalhador deixe de trabalhar, pois perde a vaga para alguém que vem de outras cidades. Atualmente o Governo Municipal gasta em média R$ 33.000,00 (trinta e tres mil) reais, por ano com a deslocação de servidor para buscar as carteiras em Belém, sendo que existe possibilidades reais das mesmas serem impressas aqui em Parauapebas.”, destacou o parlamentar na Câmara Municipal de Parauapebas.
Vereador Braz
Só quem está à espera de um emprego sabe o quanto a Carteira de Trabalho é importantíssima, isso porque através dela todo trabalhador poderá ter seus direitos garantidos, como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)Seguro-Desemprego, e tantos outros benefícios.Atualmente, em Parauapebas quase mil e duzentas CTPS’s, são emitidas por mês, a impressão acontecia através da Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Marabá e demora de 20 a 30 dias para que o cidadão parauapebense possa ter em mãos o seu documento, desde que deixou de ser impressa há 8 meses em Parauapebas.

O Coordenador do Serviço de Atendimento ao Cidadão de Parauapebas – SAC, Denis Assunção explica que isso tem causado custos desnecessários para o erário público do município, pois é preciso enviar os documentos emitidos aqui, para que sejam impressos em Marabá, além desse transtorno de tempo, existem despesas com servidores que precisam ir quinzenalmente até a cidade vizinha para buscarem os documentos e entregá-los aos seus respectivos donos.

Na última semana, Denis Assunção foi até capital Belém, e pessoalmente entregou o oficio ao Superintendente Regional Alberto Campos, que entendeu a situação, e firmou novamente a parceria, Parauapebas então volta a realizar a impressão das Carteiras de Trabalho e se desvincula da Agência de Marabá. A expectativa é que em torno de 2.500 CTPS’s possam ser entregues mensalmente para a população, um ganho significativo para a cidade.

Comentários