O acidente entre um carro particular e um caminhão na BR-316, entre os municípios de Santa Maria e Castanhal, no nordeste paraense, ocorrido neste domingo, 28, matou, instantaneamente, o médico cardiologista e servidor público Márcio Costa e o filho dele, Matheus Costa, que voltavam de Salinas para Belém, no veículo a passeio, onde também estava a filha do médico, que foi resgatada com vida e levada a Belém, em estado grave.

Três pessoas estavam no veículo que capotou; duas morreram. | Reprodução

A morte do médico provocou forte comoção em sua categoria profissional. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) e o Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará (CRM Pará), lamentam a perda do profissional e se solidarizam com os familiares.

“O doutor Marcio Costa foi médico socorrista, prestador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU Belém), desde 2010. Neste momento, nos solidarizamos com seus familiares e amigos e estendemos nossos sinceros agradecimentos ao trabalho que foi exercido pelo médico ao município de Belém”, diz a Secretaria Municipal de Saúde de Belém. O Conselho Regional de Medicina do Pará informou que o médico, além do Samu, atuava ainda no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna e já trabalhou no município de Parauapebas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) emitiu uma nota de pesar, confira.

É com grande consternação que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) lamenta o falecimento do servidor público Márcio Costa.

Márcio Costa serviu ao município no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), e faleceu na madrugada deste domingo (28/07/2019).

A Secretaria de Saúde agradece ao Márcio Costa por sua conduta e dedicação pelo trabalho desempenhado naquela unidade hospitalar e, expressa condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho.

Assessoria de Comunicação –

Ascom/Semsa/PMP

Comentários