A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou nesta quinta-feira (4) a preparação para o Dia D – 13 de fevereiro – de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika. Equipes da SMS treinaram 2 mil militares, objetivando capacitá-los em educação e saúde, manejo ambiental e controle químico, para que entrem na luta contra os focos do inseto.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da SMS, Crissiana de Almeida Duarte Dias, o mesmo conteúdo será repassado a cerca de 300 servidores da SMS, incluindo agentes comunitários de saúde, agentes de endemias e coordenadores de equipes. No Dia D, as equipes devem percorrer cerca de 50 domicílios.

O objetivo da SMS é reduzir os focos do Aedes, principalmente nas áreas de maior risco; orientar e conscientizar a comunidade em geral quanto à prevenção à dengue, chikungunya e zika; e intensificar ações de educação e manejo ambiental.

Ainda de acordo com Crissiana, no dia “D”, a partir das 8h, todas as Unidades Básicas de Saúde estarão envolvidas nessa ação. Cinco delas oferecerão consultas médicas e outros procedimentos relativos às doenças transmitidas pelo Aedes.

Equipes externas farão arrastão casa a casa na zona urbana do município, eliminando criadouros do mosquito nos logradouros públicos e residências, principalmente nos pontos estratégicos, apontados pelo levantamento da proliferação do Aedes; e orientando a população quanto à prevenção dos agravos, por meio da educação em saúde.

No último dia 29 de janeiro, a presidente da República, Dilma Rousseff, assinou a Medida Provisória 712, que trata da adoção de medidas a serem tomadas quando verificada situação de iminente perigo à saúde pública.

Entre essas medidas está a entrada forçada em imóveis públicos e particulares, no caso de situação de abandono ou de ausência de pessoa que possa permitir o acesso de agente público, regularmente designado e identificado, quando se mostre essencial para a contenção das doenças.

Comentários