O nacional Fábio Júnior Oliveira dos Reis, 26 anos de idade, natural de Concórdia do Pará, morreu no final da tarde desta terça-feira (27), em uma intervenção policial, quando o serviço de Inteligência da Polícia Militar de Parauapebas se encontrava no bairro Residencial Vila Nova realizando um levantamento após denúncia ao Centro de Controle e Operações da Polícia Militar.

A denuncia se tratava de que facções estariam invadindo as residências e obrigando os moradores a abandonarem sua casas.

De acordo com informações repassadas por um dos policiais, o caso aconteceu quando uma equipe de PMs apaisana havia acabado de chegar para realizar o monitoramento e levantamento para possível operação no local e ao descer do veículo, um deles começou a fotografar o local onde se concentrava o bando que estaria usando droga momento em que Fábio Júnior teria atirado contra o policial que registrava as fotos.

Em ato continuou, o outro policial que observou a reação do jovem, que estava aproximadamente 150 metros de distância de seu companheiro, realizou um tiro contra Fabio.

Além de 8 papelotes de maconha prensada a polícia apresentou na delegacia um revólver calibre 38 com 6 munições, 4 intactas e duas deflagradas.

“A ação foi muito rápida, o policial atirou de longa distância, igual Sniper americano”, relatou um morador que presenciou o ocorrido.

Com medo de ameaças da facção que tentam tomar conta da área, vários moradores já deixaram sua casas e outros estão vivendo aterrorizados, uma vez que constantemente são ameaçados de morte os que forem descobertos como informantes da polícia.

A operação continua para desvendar a facção, mas a polícia conta com o apoio da população e põem a disposição os números 181, (94) 99264 5348 para quem precisar realizar denúncias, sigilo total (Caetano Silva)

Comentários