Dos dez municípios brasileiros que mais geraram vagas de trabalho na mineração, nenhum é paraense.

O Pará só marca presença a partir da 11ª colocação, com Curionópolis, seguido de Canaã, em 12º lugar. No topo do emprego nacional da indústria mineral estão sete municípios mineiros, dois baianos e um tocantinense.

O mineiro Itatiaiuçu é o campeão, com a abertura de 410 postos de trabalho no setor, seguido pelo conterrâneo Brumadinho, que criou 312 oportunidades. Arraias, no Tocantins, abriu 214 vagas e foi seguido de perto por Bela Vista de Minas (MG), que abriu 203.

 

Na Bahia, Andorinha garantiu o 5º lugar, com 183 oportunidades, após o qual vêm os mineiros Itabirito, com 168, Ouro Preto, com 154, Congonhas, com 146, e Rio Acima, com 142, para, só então, aparecer outro baiano, Jaguarari, que fechou no azul com 100 novos postos de trabalho.

O município de Parauapebas ficou entre os que mais demitiram no ano, tendo um saldo negativo de 418 vagas de empregos que fecharam as portas.

Comentários