Professoras, advogado, pastor evangélico e integrante de movimento religioso; gente que contribuiu com a construção da história de Parauapebas e agora se eternizam emprestando seus nomes à Unidades Escolares Municipais.

Trata-se das professoras Eleonilda de Oliveira e Zelita Pereira da Silva; do advogado, Jakson de Souza e Silva; do pastor evangélico, Jonas Barros do Amaral; e da integrante de movimento religioso, Lorena Lima.

Os nomes foram indicados por vereadores na Câmara Municipal e integrou Emendas Modificativas a Projetos de Leis do Poder Executivo que antes indicava nomes da história literária nacional, rejeitados por unanimidade pelos parlamentares que preferiram homenagear gente da terra que aqui viveu e contribuiu diretamente.

Os projetos foram apresentados em primeira e segunda discussão no mesmo dia, terça-feira, 24, sendo que na primeira em sessão ordinária e a segunda em sessão extraordinária ocorrida logo em seguida.

Todos as cinco emendas foram discutidas e aprovadas por unanimidade pelos pares daquela Casa de Leis e agora deverão ser sancionadas pelo prefeito Valmir Queiroz Mariano.

 

Francesco Costa – Da redação

Comentários