Na noite desta quarta-feira (11) o nacional Humberto Alves Diniz, 54 anos de idade, foi apresentado na 20° Seccional da Policia Civil de Parauapebas pela Guarda Florestal da Prossegur juntamente com a Policia Militar após ser pego em flagrante furtando materiais da Mineradora Vale no trilho na Estrada de Ferro Carajás (EFC).

Durante a apresentação na Delegacia de Policia Civil, o mesmo disse que se chamava Francisco e só depois de levantamentos foi descoberto que o verdadeiro nome do acusado tratava-se Humberto Alves Diniz e que o mesmo tem um mandado de prisão em aberto desde 1997, acusado de homicídio na cidade de Catolé do Rocha, no estado da Paraíba.

Para a equipe de reportagem do Portal Noticias de Parauapebas, o acusado não negou a autoria do homicídio que diz que foi por legitima defesa e ainda diz que caiu por besteira, “Eu não estava escondido, estou em Parauapebas há mais de 20 anos. Fui preso por besteira, nem precisava disso, tava catando um carvão e vi aquelas peças lá e levei algumas”, destacou Humberto.

O crime em que Humberto é acusado já foi prescrito e o mesmo está preso a disposição da justiça.

Comentários