Já se encontra a disposição da justiça os nacionais Ronaldo dos Santos, 28 anos de idade, e Wagner Fonte Silva, ambos foram presos acusados de assalto.

O caso aconteceu por volta das 20 horas, do último domingo, 17, na Avenida Rio Novo, bairro Casas Populares I, tendo como vítima uma mulher identificada como Rosemary Silva Dias. Segundo informações no momento do assalto a dupla que estava em uma moto Honda BOS, vermelha com preto, armado de um revólver calibre 38, teria acabado de assalta a mulher, instante em um policial militar irmão da vítima reagiu e efetuado três disparos em direção dos indivíduos.

A guarnição  do sargento PM Magalhães e soldado PM Moura, além da GU do sargento Edilson e soldado Holanda estiveram na ocorrência e minutos depois o Centro de Controle Operacional (CCO),  da PM, tomou conhecimento que um individuo teria dado entrada no Hospital Santa Teresinha, bairro Rio Verde, com um ferimento nas nádegas provocado por arma de fogo.

Com base nas informações as duas guarnições se deslocaram até ao hospital e constataram a veracidade do fato.

Indagado pela polícia sobre o que teria acontecido, o paciente Wagner Silva, disse que havia sido vítima de um assalto e que os bandidos teriam li baleado, álibi que não convenceu a policia.

Enquanto o ferido se recuperava no hospital a guarnição da PM averiguou a situação, entretanto a versão do baleado caiu por terra, em uma busca realizada na residência de Ronaldo dos Santos, a polícia encintrou uma revólver calibre 38 e a suposta moto usada no assalto, vindo também observar que a mesma havia sido alvejada por um dos disparos, provavelmente efetuados pelo policial, que reagiu o assalto em que foi vítima sua irmã.

Aos deixar o hospital, Wagner Silva recebeu voz de prisão, em  seguida o mesmo foi conduzido para 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, enquanto que seu comparsa Ronaldo dos Santos, foi preso em uma diligencia quando trabalhava tranquilamente no projeto S11D em Canaã dos Carajás. Na manhã de segunda-feira, 19,  os acusados e outros presos foram encaminhados para exames de corpo delito no IML, e quando chegam de volta na delegacia, Wagner Silva tentou atingir um  dos profissionais de imprensa chutando a sua sandália contra a equipe de reportagem que os filmavam.

A reportagem tentou conversar com os acusados, porem os mesmos não quiseram papo com a Imprensa.

Caetano Silva – Da Redação do Portal Noticias de Parauapebas

Comentários