OS 12 MANDAMENTOS DA SEGURANÇA DO TRABALHO

I – Não se exponha a riscos desnecessariamente. Na dúvida pare, busque observar e se orientar se a atividade é segura.

II – Não se aventure em trabalhos onde não conhece. Lembre-se que ás vezes não existe segunda chance. Não perca a chance de fazer da forma segura.

III – Não improvise. O improviso é uma das maiores causas de acidente de trabalho e no lar.

IV – Seu corpo tem limites. Ultrapassar tais limites pode trazer consequências que vão desde um afastamento temporário até o definitivo.

V – Seus olhos são sensíveis: Proteja-os com a atenção que merecem.

VI – Use os EPI necessários á sua atividade: Lembre-se o incômodo causado pelo EPI é passageiro, as sequelas do acidente podem não ser.

VII – Pontos de entroncamento, correias, polias e juntas são fontes de risco: Mantenha-se longe delas, na dúvida, consulte a CIPA, o SESMT ou o responsável pelo setor.

VIII – Siga as orientações de segurança recomendadas pela empresa através da CIPA, SESMT e líderes de setor.

IX – Trabalhe para viver, não viva apenas para trabalhar: O mal do século, o stress ataca fortemente as pessoas que trabalham demais. Guarde um tempo para laser em família, ou com as pessoas que ama.

X – A pressa é inimiga da segurança: Na maioria das vezes a pressa nos faz esquecer as normas de segurança e de boas práticas.

XI – Trabalhos especiais geram riscos especiais e requerem treinamentos específicos: Como, espaço confinado, em altura, serviços com eletricidade, operação de empilhadeira, ponte rolante e outros.

XII – Se não entendeu as orientações de segurança da sua empresa pergunte.

Comentários