Com início em Palmares Sul, chegando até às margens do Rio Itacaiunas, a estrada vicinal Sul Carajás, com 63 km de extensão, é um importante eixo rodoviário de Parauapebas. O percurso serve de ligação para assentamentos produtores de alimentos, tais como: milho, mandioca, feijão, além de criadores de galinhas, porcos e outros pequenos animais, produtos da agricultura familiar. Também podem ser encontrados pecuaristas produtores de carne, leite e seus derivados. Por esse motivo em 2015, a via recebeu investimentos do governo municipal destinados a área rural.

Pode parecer pouco, mas foram construídas cinco pontes em concreto premoldadas (aduelas), substituindo as antigas pontes feitas de madeira e de pouca durabilidade, o que exigia manutenção permanente, principalmente no período chuvoso, chegando a interromper por dias o trafego de veículos na região. Duas pontes de aduelas foram construídas sobre o Rio Gameleira, na comunidade Carimã, outras duas sobre o rio Jenipapo, no assentamento Lana, uma na Carajás I e mais uma ponte de madeira sobre o mesmo rio Jenipapo.

Além dessas pontes permanentes, construídas em locais que sempre apresentavam problemas no inverno, foram substituídos vários pontilhões de madeiras por manilhas de tubulação de mil e de mil e quinhentos milímetros, com tubulações dupla, tripla e até com quatro tubulações, o que facilita o fluxo de água sob as mesmas.

Em 2016 estão previstas diversas outras pontes de aduelas sobre o Rio Gameleira, no Assentamento Gameleira, PA do Meio, Assentamento Alto Bonito e uma em Valentim Serra. De acordo o secretário de Obras, Plácido Faria, “já no próximo inverno os usuários dessa estrada perceberão a diferença trazida por essas ações da Prefeitura, com a redução drástica da problemática vivida em anos anteriores”.

Texto e Fotos: José Ribamar Neres Correia

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here