S11D: Vale busca mais 210 engenheiros e técnicos

1153

O projeto S11D da Vale está movimentando a área de engenharia de minas no Brasil. Com expectativa de começar a produção de minério de ferro no segundo semestre, a empresa está recrutando centenas de engenheiros e técnicos especializados para trabalhar em Canaã dos Carajás, no interior do Pará.

No início do mês passado, a empresa já havia aberto 180 oportunidades profissionais para este que é o maior projeto de mineração de ferro da sua história. Todas já foram preenchidas ou mapeadas. Agora, a Vale se prepara para contratar mais 210 profissionais de engenharia e técnicos e outros 210 profissionais de nível médio, até o fim deste ano. Interessados devem ficar de olho no site da Vale.

Entre as vagas especializadas há para engenheiros na área de manutenção, operação e planejamento, supervisores de manutenção e técnicos de automação, manutenção, elétrica, de minas e geologia. Há ainda uma oportunidade para médico do trabalho. Todos os cargos, segundo a Vale, são para profissionais com experiência em mineração.

Perfil dos profissionais que a Vale quer

“Engenharias de minas, mecânica e elétrica são as que concentram o maior número de perfis profissionais que buscamos especificamente para o S11D, ainda que a Vale também precise de engenheiros de produção e, em alguns de seus negócios, haja também necessidade de engenheiros civis”, diz Vera Martins, gerente de recursos humanos para o Sistema Norte da Vale.

Para os engenheiros, há oportunidades de nível pleno que exigem pelo menos três anos de experiência em mineração ou áreas similares – como a siderurgia por exemplo – e de nível sênior, cuja vivência prévia na área precisa ser superior a cinco anos.

Os cargos de supervisão podem exigir ou não formação superior, dependendo da área. No caso do supervisor de manutenção corretiva e preventiva, segundo Vera, o diploma superior não é mandatório. “É uma carreira técnica”, diz. Para os profissionais técnicos especializados não há exigência de diploma universitário, bastando a formação técnica na área de atuação e a experiência profissional.

O processo de recrutamento tem sido um desafio, segundo a gerente de RH. “Recebo muitos currículos, mas, é fato, que não há muitos profissionais formados na área de mineração, tanto engenheiros quanto técnicos”, diz ela.

Candidatos que demonstram, além de suas realizações, foco em questões de saúde, segurança e meio ambiente são os que se destacam. “Buscamos profissionais com percepção de risco bastante aguçada porque isso é um valor para a Vale”, diz Vera. Comportamento colaborativo e interesse por inovação também são aspectos importantes analisados durante a seleção.

“O grande atrativo é a oportunidade de participar de um projeto que fará história não só no Brasil como no mundo”, diz Vera. É que o S11D traz aspectos inéditos para a mineração de ferro mundial como o uso de correias transportadoras de minério de ferro da mina para a usina, em vez de caminhões. “ É a primeira vez que isso é feito em mineração de ferro, o exemplo que temos no mundo é com carvão”, diz Vera.

O processamento do ferro também traz uma inovação essencial ao meio ambiente: é feito a partir de umidade natural e não com o uso de água. Ou seja, não há barragem e, portanto, não há risco de desastre das proporções do causado pela Samarco – mineradora controlada por joint-venture entre a Vale e a BHP Billiton – em Mariana (MG).

 

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. SÉRGIO LUIZ REIS GUIMARÃES
    Contatos: Cel.: (21) 9 9614 – 8407 (Celular)
    E-mail: slrgjulina@hotmail.com
    RESUMO DE EXPERIÊNCIA:
    ÁREAS DE ATUAÇÃO
    • Offshore/ Naval/ Industrial (Construção/ Montagem/ Instalação/ Manutenção (Corretiva, Preventiva e Preditiva)/ Produção/ Obras) inclusive Industria Cimenteira
    QUALIFICAÇÃO
    • Mestrado em “Mecânica dos Sólidos e Projeto de Máquinas” na COPPE – (Universidade Federal do Rio de Janeiro) (sem conclusão da tese);
    • Graduado em “Engenharia Mecânica” – (Universidade Federal Fluminense);
    • Vivência ambiente de “Qual.Total”;
    • Boa comun./ fluência verbal;
    • Habilidade p/ supervisionar/liderar equipes; ;
    – Disponível p/ viagens e mudança;
    – Boas ref. profs;
    – Inglês (interm.) – fácil desenvolver; – Espanhol – noções;

    EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
    Offshore
    . Atualmente atuo gerenciando/coordenando verificações/inspeções de serviços navais no campo para dimensionamento de equipe/preparação de orçamento p/ execução dos serviços.
    . Atuei gerenciando/coordenando na construção:
    – de módulo elétrico no campo, a execução da montagem das disciplinas de Arquitetura, HVAC, Telecom e Safety, para a Plataforma P-66 (Petrobras).
    . – a construção de módulo elétrico no campo feitos por empresa subcontratada, para a Plata- forma MV 24 MODEC (Eletrical House).
    • no campo o início de toda a parte de mont. mec. da revitalização (recuperação) do Estaleiro Inhaúma, onde inicialmente será feita a integração da P-74 e de mais outros FPSO’s. para a Petrobras;
    • no campo a preparação do canteiro e de toda a construção/ montagem de 10 (dez) módulos, feitos por uma empresa subcontratada, para as plataformas P-58 e P-62 da PB.
    • no campo, toda a construção e montagem de uma Plataforma de Sondagem/ Perfuração de petróleo para a PB;
    • toda a construção e montagem de uma Central de Utilidades localizada no CENPES (Ampliação do Centro de Pesquisas da PB na Ilha do Fundão – RJ.);
    • toda a construção dos dois módulos de compressão (módulos P04A e P04B) feita por empresa subcontratada para a plataforma P-53 da PB;
    • no campo a montagem de todos os equiptos. de dez módulos da plataforma P-54 da PB;
    • o Controle da Produção/Medição e diligenciando/gerenciando, no campo, a parte estrutural da fabricação feita por empresas subcontratadas para a P-54, idem à P-54 para dois empreendimentos (Plataformas de Petróleo) para a HALLIBURTON/ PB, P-43 e P-48, e um para a AKER KVAERNER/PB, P-50, todas plataformas para a PB. Neste último, tb atuei coordenando/gerenciando a fabr./mont. de HVAC e Safety;
    • na área de projeto/qualidade, o fechamento da documentação técnica (Data-Books/Manuais, etc) de tres empreendimentos para a BRASOIL (PB) P- 37, P-38 e P-40;
    • em plataformas de extração de petróleo, atuei coordenando/acompanhando serviços de campo, fabr., constr., planej., etc. executados por nos mesmos e por nossos subcontratados em tres empreendimentos para a BRASOIL (PB) P-37, P-38 e P-40;
    • a fabr. do estaqueamento, a fabr./constr. de um sist. de guias reguláveis p/ cravação das estacas (GUIDE FRAME), a fabr. e mont. de tubulações e o embarque (Load Out) de todo o conj., 2 plataformas, p/ CHEVRON.

    EMPRESAS
    • SIEMENS;
    • UTC Engª.;
    • Vetco Aibel;
    • Mauá/Jurong;
    • Marítima Petróleo e Engª.;
    • Setal Lummus (Grupo Asea Brown Boveri));
    • Estaleiro Maua (Gr. – CCN)………

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui