Trending News

Blog

S11D: Vale busca mais 210 engenheiros e técnicos
Destaques

S11D: Vale busca mais 210 engenheiros e técnicos

O projeto S11D da Vale está movimentando a área de engenharia de minas no Brasil. Com expectativa de começar a produção de minério de ferro no segundo semestre, a empresa está recrutando centenas de engenheiros e técnicos especializados para trabalhar em Canaã dos Carajás, no interior do Pará.

No início do mês passado, a empresa já havia aberto 180 oportunidades profissionais para este que é o maior projeto de mineração de ferro da sua história. Todas já foram preenchidas ou mapeadas. Agora, a Vale se prepara para contratar mais 210 profissionais de engenharia e técnicos e outros 210 profissionais de nível médio, até o fim deste ano. Interessados devem ficar de olho no site da Vale.

Entre as vagas especializadas há para engenheiros na área de manutenção, operação e planejamento, supervisores de manutenção e técnicos de automação, manutenção, elétrica, de minas e geologia. Há ainda uma oportunidade para médico do trabalho. Todos os cargos, segundo a Vale, são para profissionais com experiência em mineração.

Perfil dos profissionais que a Vale quer

“Engenharias de minas, mecânica e elétrica são as que concentram o maior número de perfis profissionais que buscamos especificamente para o S11D, ainda que a Vale também precise de engenheiros de produção e, em alguns de seus negócios, haja também necessidade de engenheiros civis”, diz Vera Martins, gerente de recursos humanos para o Sistema Norte da Vale.

Para os engenheiros, há oportunidades de nível pleno que exigem pelo menos três anos de experiência em mineração ou áreas similares – como a siderurgia por exemplo – e de nível sênior, cuja vivência prévia na área precisa ser superior a cinco anos.

Os cargos de supervisão podem exigir ou não formação superior, dependendo da área. No caso do supervisor de manutenção corretiva e preventiva, segundo Vera, o diploma superior não é mandatório. “É uma carreira técnica”, diz. Para os profissionais técnicos especializados não há exigência de diploma universitário, bastando a formação técnica na área de atuação e a experiência profissional.

O processo de recrutamento tem sido um desafio, segundo a gerente de RH. “Recebo muitos currículos, mas, é fato, que não há muitos profissionais formados na área de mineração, tanto engenheiros quanto técnicos”, diz ela.

Candidatos que demonstram, além de suas realizações, foco em questões de saúde, segurança e meio ambiente são os que se destacam. “Buscamos profissionais com percepção de risco bastante aguçada porque isso é um valor para a Vale”, diz Vera. Comportamento colaborativo e interesse por inovação também são aspectos importantes analisados durante a seleção.

“O grande atrativo é a oportunidade de participar de um projeto que fará história não só no Brasil como no mundo”, diz Vera. É que o S11D traz aspectos inéditos para a mineração de ferro mundial como o uso de correias transportadoras de minério de ferro da mina para a usina, em vez de caminhões. “ É a primeira vez que isso é feito em mineração de ferro, o exemplo que temos no mundo é com carvão”, diz Vera.

O processamento do ferro também traz uma inovação essencial ao meio ambiente: é feito a partir de umidade natural e não com o uso de água. Ou seja, não há barragem e, portanto, não há risco de desastre das proporções do causado pela Samarco – mineradora controlada por joint-venture entre a Vale e a BHP Billiton – em Mariana (MG).

 

Related posts

2 Comments

  1. Marcos Vinícius de Lima

    Tenho interesse atua na área Técnico em Segurança do Trabalho em obras de infraestruturas de grande porte há mais de 15 anos, hidrelétricas, túneis, construção civil pesada, contato (31) 98877-3768

  2. Sérgio Luiz Reis Guimarães

    SÉRGIO LUIZ REIS GUIMARÃES
    Contatos: Cel.: (21) 9 9614 – 8407 (Celular)
    E-mail: slrgjulina@hotmail.com
    RESUMO DE EXPERIÊNCIA:
    ÁREAS DE ATUAÇÃO
    • Offshore/ Naval/ Industrial (Construção/ Montagem/ Instalação/ Manutenção (Corretiva, Preventiva e Preditiva)/ Produção/ Obras) inclusive Industria Cimenteira
    QUALIFICAÇÃO
    • Mestrado em “Mecânica dos Sólidos e Projeto de Máquinas” na COPPE – (Universidade Federal do Rio de Janeiro) (sem conclusão da tese);
    • Graduado em “Engenharia Mecânica” – (Universidade Federal Fluminense);
    • Vivência ambiente de “Qual.Total”;
    • Boa comun./ fluência verbal;
    • Habilidade p/ supervisionar/liderar equipes; ;
    – Disponível p/ viagens e mudança;
    – Boas ref. profs;
    – Inglês (interm.) – fácil desenvolver; – Espanhol – noções;

    EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
    Offshore
    . Atualmente atuo gerenciando/coordenando verificações/inspeções de serviços navais no campo para dimensionamento de equipe/preparação de orçamento p/ execução dos serviços.
    . Atuei gerenciando/coordenando na construção:
    – de módulo elétrico no campo, a execução da montagem das disciplinas de Arquitetura, HVAC, Telecom e Safety, para a Plataforma P-66 (Petrobras).
    . – a construção de módulo elétrico no campo feitos por empresa subcontratada, para a Plata- forma MV 24 MODEC (Eletrical House).
    • no campo o início de toda a parte de mont. mec. da revitalização (recuperação) do Estaleiro Inhaúma, onde inicialmente será feita a integração da P-74 e de mais outros FPSO’s. para a Petrobras;
    • no campo a preparação do canteiro e de toda a construção/ montagem de 10 (dez) módulos, feitos por uma empresa subcontratada, para as plataformas P-58 e P-62 da PB.
    • no campo, toda a construção e montagem de uma Plataforma de Sondagem/ Perfuração de petróleo para a PB;
    • toda a construção e montagem de uma Central de Utilidades localizada no CENPES (Ampliação do Centro de Pesquisas da PB na Ilha do Fundão – RJ.);
    • toda a construção dos dois módulos de compressão (módulos P04A e P04B) feita por empresa subcontratada para a plataforma P-53 da PB;
    • no campo a montagem de todos os equiptos. de dez módulos da plataforma P-54 da PB;
    • o Controle da Produção/Medição e diligenciando/gerenciando, no campo, a parte estrutural da fabricação feita por empresas subcontratadas para a P-54, idem à P-54 para dois empreendimentos (Plataformas de Petróleo) para a HALLIBURTON/ PB, P-43 e P-48, e um para a AKER KVAERNER/PB, P-50, todas plataformas para a PB. Neste último, tb atuei coordenando/gerenciando a fabr./mont. de HVAC e Safety;
    • na área de projeto/qualidade, o fechamento da documentação técnica (Data-Books/Manuais, etc) de tres empreendimentos para a BRASOIL (PB) P- 37, P-38 e P-40;
    • em plataformas de extração de petróleo, atuei coordenando/acompanhando serviços de campo, fabr., constr., planej., etc. executados por nos mesmos e por nossos subcontratados em tres empreendimentos para a BRASOIL (PB) P-37, P-38 e P-40;
    • a fabr. do estaqueamento, a fabr./constr. de um sist. de guias reguláveis p/ cravação das estacas (GUIDE FRAME), a fabr. e mont. de tubulações e o embarque (Load Out) de todo o conj., 2 plataformas, p/ CHEVRON.

    EMPRESAS
    • SIEMENS;
    • UTC Engª.;
    • Vetco Aibel;
    • Mauá/Jurong;
    • Marítima Petróleo e Engª.;
    • Setal Lummus (Grupo Asea Brown Boveri));
    • Estaleiro Maua (Gr. – CCN)………

Deixe uma resposta

Required fields are marked *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com