Biblioteca Legislativa realiza ação em escola da Vila Paulo Fonteles

388

Com o objetivo de ampliar o acesso dos estudantes aos mais variados livros e incentivar a leitura, a Câmara Municipal de Parauapebas promoveu mais uma ação itinerante da Biblioteca Legislativa Sônia Cortêz.

Livros, teatro, desenhos para colorir, contação de histórias e pintura em rosto. Essas foram as atrações levadas para os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Monteiro Lobato, na Vila Paulo Fonteles, zona rural do município.

A ação itinerante ocorreu na última quarta-feira (25), nos turnos da manhã e da tarde, para estudantes do 1º ao 9º ano, com idades entre quatro e 15 anos.

O evento foi realizado a pedido da direção da escola, que não possui biblioteca, apenas sala de leitura. Para o coordenador pedagógico Jorge Castro, a visita da Biblioteca Legislativa é uma opção para ampliar as ações que a escola desenvolve com o intuito de incentivar a leitura. “Esse tipo de atividade faz com que os alunos se interessem mais pelos livros, desperta curiosidade e depois das ações eles buscam mais informações sobre as obras apresentadas”.

Lícia de Paula, coordenadora da Biblioteca Legislativa, relatou que o propósito da ação foi ampliar as possibilidades de leitura dos estudantes. “No teatro e nas oficinas de leitura, procuramos focar nas obras e autores que a escola tem trabalhado atualmente, de modo a atrair o interesse dos alunos, com atividades diferentes das que eles dispõem no dia a dia”.

Interação

Na ocasião, os alunos participaram de apresentações teatrais, com direito a caracterização de personagens; ouviram historinhas, fizeram oficinas de pintura e tiveram acesso a parte do acervo da Biblioteca Legislativa.

Rayra Coelho, 15 anos; Oziel Barros e Nayara Santos, ambos de 14 anos, estavam animados com a realização do evento. Os três são alunos do 9º ano e relataram que as atividades tornam a rotina escolar mais interessante.

“Adorei o teatro, pois ele desperta na gente a curiosidade de ler sobre as histórias apresentadas”, destacou Rayra. “Gostei da caracterização e de me fantasiar”, disse Oziel. Por sua vez, Nayara acrescentou que foi divertido participar do teatro. “Geralmente só as crianças que fazem parte, mas desta vez nós também participamos e foi muito bom”.

Comentários