Os investimentos realizados pela Prefeitura Municipal de Parauapebas na educação pública municipal ao longo de 2014 colocaram a “Capital do Minério” em situação de destaque na 11ª edição do Anuário MultiCidades 2016. Parauapebas conquistou o 43º lugar no Brasil, com injeção de R$ 292,34 milhões na rede pública, que, naquele ano, contabilizava aproximadamente 48 mil estudantes. É um aporte invejável: simplesmente o terceiro maior da Região Norte, atrás somente do que foi feito pelas prefeituras de Manaus (R$ 1,07 bilhão) e Belém (R$ 390 milhões). O Brasil tem, atualmente, 5.570 municípios.


A condição financeira de Parauapebas – que, apesar de enfrentar diminuição de receitas, é inegavelmente respeitável – e a boa vontade da gestão municipal em priorizar a educação fazem toda a diferença. Prova disso é que, em matéria de educação, os investimentos realizados no município dão uma aula, por exemplo, à Prefeitura de Marabá, que investiu menos no setor (R$ 234,26 milhões) e tinha mais alunos na rede (57 mil) em 2014.


Os reflexos desses investimentos são paulatinamente percebidos em outros números, tão importantes quanto, que mensuram a qualidade da educação. Parauapebas tem o melhor Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb) do Pará e também está na liderança em se tratando do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Além disso, detém uma das menores taxas de analfabetismo da Região Norte, bem como uma das mais elevadas médias de anos de estudo.


Fora isso, os investimentos realizados na rede municipal de ensino proporcionaram inúmeras premiações e comendas, por diversas motivações, da referência de gestão à merenda escolar por parte dos profissionais da Secretaria Municipal de Educação (Semed).
Outra boa notícia é que Parauapebas com certeza vai figurar na edição do ano que vem do MultiCidades, em se tratando de educação, porque, apesar da diminuição do investimento na pasta, por conta da redução da receita, em 2015 foram investidos R$ 270,46 milhões, o que hoje colocaria o município na 49ª colocação do ranking do MultiCidades, o mais prestigiado relatório de finanças municipais do país.
Em Parauapebas, a média de investimento por matrícula feito pela prefeitura foi de R$ 6.098,94, quase o triplo do custo de aluno estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2014, estimado em R$ 2.285,57.

Fonte: André Santos