Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início Brasil Vereadores aprovam som automotivo como patrimônio cultural e imaterial de Belém

Vereadores aprovam som automotivo como patrimônio cultural e imaterial de Belém

Os vereadores de Belém reconheceram o som automotivo como patrimônio cultural de natureza imaterial da capital paraense, em votação unânime na Câmara Municipal de Belém (CMB) nesta segunda-feira (04).

Após a aprovação do projeto de lei, de autoria do vereador e presidente da CMB Mauro Freitas (PSDC), os vereadores determinaram o dia 7 de agosto como a data para comemorar o “Dia do Som e Estilização Automotiva em Belém”.

Entre os principais argumento dos parlamentares que aprovaram a lei, está a geração de emprego e renda que o setor produz e a valorização da cultura.

Para o vereador Elenilson Santos (PTdoB) é importante valorizar pessoas que vivem disso e que geram empregos. “A construção desses veículos movimenta a economia de quem fabrica as peças, do dono da loja que vende e do vendedor que está empregado”, afirmou.

Joaquim Campos (PMDB) acrescentou dizendo que “quem incomoda nas ruas não é quem faz eventos, mas sim os que não fazem parte do grupo e que estacionam nos postos de gasolina e fazem baderna”, declarou ele.

Integrantes da Associação Som Automotivo do Pará lotaram a sessão durante todo o tempo. Comemorando com entusiasmo cada voto favorável ao projeto, o grupo festejou bastante a aprovação.




“Não queremos só a liberação do som, queremos a regularização e conscientização tantos dos participantes do som automotivo, quanto da população, para que isso aconteça de uma forma harmoniosa na sociedade. Estamos muito felizes e agradecidos”, comemorou Michele Bastos, presidente da associação.

No site da CMB não há mais detalhes sobre as formas que o projeto de lei pretende utilizar para regulamentar a questão dos abusos causados pelos sons altos em diversas partes da cidade.

O QUE SIGNIFICA SER CONSIDERADO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL

O título de patrimônio cultural imaterial foi criado pela Unesco (organização vinculada às Nações Unidas após a segunda guerra mundial) em 2003, e tem como objetivo preservar e incentivar as expressões culturais e as tradições de um grupo de indivíduos para uma geração futura.

São exemplos de patrimônio imaterial: os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, as festas e danças populares, lendas, músicas, costumes e outras tradições.

No norte por exemplo, o Círio de Nazaré possui o mesmo título. No nordeste, atividades como o maracatu, o samba de roda e o forró são preservadas como patrimônio cultural imaterial. (DOL)




Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

Prefeitura de Curionópolis anuncia novo canal de comunicação

A Prefeitura Municipal de Curionópolis anunciou oficialmente nesta quinta-feira (23), um canal de comunicação aberto para incentivar a participação da comunidade. Por meio desse...

Prefeitura de Parauapebas abre inscrições para a Escola Municipal de Educação Infantil Aurino Gonçalves

A Prefeitura de Parauapebas informa que estarão abertas, entre os dias 27 e 31 de maio, às matrículas e inscrições para a Escola Municipal...

Secretário de Saúde se reúne com servidores do Caps, promete reforma e construção de um novo centro

Na manhã desta quinta-feira (23) o Secretário Municipal de Saúde de Parauapebas, Gilberto Laranjeiras juntamente com o adjunto Paulo Vilarinho, se reuniram com servidores...

Vacinação contra gripe termina no dia 31; Parauapebas tem 62% da meta de cobertura cumprida

A campanha de vacinação contra a gripe termina na próxima semana no dia 31 e vem sendo realizada em toda a Parauapebas. É na infância...

Associação Comercial e Industrial de Parauapebas visita unidade de cobre Salobo III

Comissão de empresários da Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (ACIP) visitou a unidade do Salobo, localizada no município de Marabá, na terça-feira, 21/5....

Comentários