A alta tributação de encargos sobre o salário de funcionários é uma das grandes dificuldades para se empreender no Brasil, além dos mais diversos impostos cobrados.

E, nesta terça-feira (17) durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas a vereadora Kelen Adriana (PTB) indicou através da proposição de n° 342/2019, que o Prefeito Darci Lermen (MDB), que envie à Câmara um projeto de lei, que obrigue todos os estabelecimentos comerciais de médio e grande porte de Parauapebas a contratar bombeiros civis.

Durante a leitura da proposição, Kelen diz que a presente indicação tem por finalidade sugerir ao executivo municipal uma alternativa para a prevenção de acidentes pessoais e materiais em todos os estabelecimentos comerciais de médio e grande porte de nosso município.

A vereadora ainda destaca “Tal medida se faz necessário, para evitar situações como a que atingiu o Hospital Badim, na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, na última quinta-feira (12), onde onze pessoas morreram”.

De acordo com a indicação, a parlamentar solicita que seja criada uma lei que obrigue os estabelecimentos que possuam o número mínimo de 30 (trinta) funcionários em uma área de 1000m2 (mil metros quadrados), a contratar bombeiros civis para atuarem na prevenção e ação nos possíveis sinistros que ocorrerem nestes locais.  

Durante ainda na segunda-feira (16) quando a pauta foi divulgada, dezenas de empresários se manifestaram contrários à proposição da vereadora, “Os empresários tentam manter o equilíbrio de seus compromissos e os empregos ofertados em meio a uma carga tributária elevadíssima a que somos submetidos. É uma lei onerosa para a empresa e remeterá ao repasse dos custos para o consumidor”, destacou Ebenezer Silva.

A proposição foi aprovada e encaminhada para o gabinete do prefeito.