Disponível a responder todas as respostas, o prefeito Valmir Mariano reuniu a imprensa local e concedeu entrevista coletiva. O ato ocorreu na tarde de segunda-feira, 15, no auditório da Prefeitura Municipal onde vários veículos de comunicação foram representados e perguntou sobre vários assuntos.

Valmir admitiu a perda de arrecadação e disse que o planejamento das execuções das obras estão sendo refeitos, mas garantiu que neste governo muito se fez enumerando 108 obras.

Habitação foi outro ponto de indagações e ele afirmou que também muito se fez e muito se está fazendo tudo dentro dos parâmetros da na política habitacional.

Sobre a liderança do governo na Câmara Valmir disse que ainda esta semana estará decidindo, já que Odilon Rocha está preso à disposição doa justiça. Já sobre sua reeleição ele disse que ainda é prematuro falar sobre o assunto, mas está preocupado apena sem concluir seu mandato para o qual foi eleito.

Sobre a operação do MPE (Ministério Público Estadual) perguntaram a Valmir se ele entendia como perseguição a seu governo, e ele disse que “não se joga pedra em árvores sem frutos, acha apenas que houve exagero”.  Sobre o afirmando que em Parauapebas só um pequeno grupo de empresários vence licitação ele garantiu que todas as obras são devidamente licitadas e ele não interfere em nenhuma delas.

Sua relação com a Câmara municipal ele diz ser harmônica, porém poderes distintos, não tendo interferência nas ações, e sobre as ações do MPE ele não interferirá em nada.

Falou sobre a atual situação política que vive o município e sobre a polêmica dívida de energia elétrica junto à Celpa. O prefeito exibiu um documento que atesta não conter nenhum débito junto à concessionária de energia. “Pelo contrário é a Celpa quem nos deve e ainda presta um péssimo serviço para a população”, afirmou Valmir.

 

Da Redação Noticias de Parauapebas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here