Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início Notícias Vale tem prejuízo diário de R$ 35 Mi com fechamento de terminal

Vale tem prejuízo diário de R$ 35 Mi com fechamento de terminal

A suspensão temporária das atividades da Vale no complexo portuário de Tubarão, no Espírito Santo, causa um prejuízo diário de R$ 35 milhões em cargas que deixam de ser movimentadas, segundo o advogado da mineradora, Sergio Bermudes. A Vale recorreu, na última sexta-feira (22) da decisão judicial que interditou as operações no terminal.




O juiz Vigdor Teitel será o responsável por avaliar o mandado de segurança impetrado pela Vale. O magistrado deve decidir nesta segunda-feira (25) se vai manter a interdição temporária do Píer 2, de minério de ferro, e do píer de carvão, o Terminal de Praia Mole (TPM), que também afetou a ArcelorMittal.

“A interdição afeta catastroficamente a economia do Espírito Santo e do Brasil e tem reflexo em empresas menores que operam na área”, afirmou Bermudes. Especialistas do Bradesco BBI disseram, na última sexta-feira, que se a interdição da Vale durasse mais de quatro dias, a mineradora poderia ter que suspender as operações no Sistema Sudeste.

No recurso, a Vale alega que a interdição inviabilizou toda a atividade de mineração desenvolvida pela empresa na região Sudeste. E que engessou as operações não só da mineradora, mas como da Arcelor, que utiliza o carvão importado pela empresa.

O terminal da Vale em Tubarão é responsável pela exportação da produção do sistema, com capacidade para entre 110 milhões e 120 milhões de toneladas por ano, volume que corresponde a cerca de 33% da produção total da Vale, segundo o Bradesco BBI. Cálculos da Bloomberg apontam que esse volume representa 8% de todos embarques no mundo.

Especialistas do Citigroup e do Australia & New Zealand Banking Group também afirmaram que se a paralisação de Tubarão durar semanas, o comércio no mercado internacional de minério de ferro poderá sofrer impactos.

A Vale e a Arcelor foram multadas em R$ 34,2 milhões, cada, pela Prefeitura de Vitória (ES) por causar danos ao meio ambiente com as atividades no complexo portuário de Tubarão. A Justiça determinou, na última quinta-feira (21), que as atividades de importação e exportação fossem suspensas em Tubarão, depois que foram encontradas partículas de minério de ferro e de carvão no fundo do mar de Camburi.

Cerca de 200 mil toneladas de minério de ferro deixarão de ser exportadas e 44 mil toneladas de carvão não serão importadas por dia devido à suspensão.




Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

Polícia Federal indicia Lula e filho por lavagem de dinheiro e tráfico de influência

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o filho dele, Luís Cláudio, por suposto crimes de lavagem de...

Prefeito de Tracuateua é afastado do cargo

Prefeito de Tracuateua, Tamariz Cavalcante, é afastado do cargo e seu vice Zezinho Costa assume o Executivo. Juntamente com o prefeito também foram afastadas...

Por ‘ciúmes’ do marido, mãe mata a filha recém-nascida degolada

Uma mulher de 21 anos, da cidade de Rivne, na Ucrânia, está sendo acusada de degolar a própria filha recém-nascida após ter uma crise...

Câmara de vereadores de Parauapebas cria CPI para investigar a CELPA

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instaurada na Câmara Municipal de Parauapebas com a finalidade de investigar os preços na cobrança dos tributos praticados nas contas de...

Vale reúne com comunidades de Parauapebas para esclarecer sobre barragens

A Vale está dando sequência as reuniões e visitas nas comunidades próximas às suas operações no Pará para falar sobre estabilidade de suas barragens...

Comentários