Você está atento aos seus direitos ao abastecer o seu veículo? Sabia que pode exigir a nota fiscal eletrônica ao frentista? Além disso, o consumidor também pode pedir para que seja feito o teste de volume para saber se está comprando exatamente a quantidade de combustível registrada na bomba. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou um guia com 10 orientações ao consumidor para que ele fique atento para cobrar seus direitos.

Segundo o material, o consumidor precisa também ser um agente fiscalizador porque, além de proteger o próprio orçamento, também pode ajudar a denunciar possíveis irregularidades. Para o motorista do aplicativo Uber, Anderson Sales, de 38 anos, falta mais fiscalização porque, segundo ele, há uma prática as empresas cobrarem quase o mesmo preço. “Muitos postos estão cobrando um valor muito parecido, com diferenças de centavos. Então, a gente acaba sem ter muita opção”, reclama o cliente.

Outro problema, de acordo com o comerciante Marcelo Victor, 39, é abastecer em outros postos com valores mais baixos e duvidar da qualidade da gasolina. “Eu não abasteço nesses postos porque enguiça o carro e depois a gente tem mais prejuízos, desde mecânicos até financeiros”, conta Marcelo.

(Diário do Pará)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here