Acho que posso comentar um pouco sobre política tendo em vista o cenário atual de meu tão amado Brasil. Já começo citando Lao Tsé  “A política dos governantes sábios consiste em esvaziar a mente dos homens e encher-lhes o estômago. Um povo que sabe demais é difícil de se governar. Aqueles que julgam promover o bem-estar de uma nação, espalhando nela a instrução, enganam-se e arruínam a nação. Manter o povo na ignorância: eis o caminho da salvação.” 

Infelizmente o bolsa manobra ou bolsa escola funciona exatamente nesse caminho. Sabem porquê? Porque num pais como o nosso 24,8 milhões de brasileiros infelizmente ainda vivem com renda inferior a ¼ do salário mínimo por mês, o equivalente a R$ 220. 

Imagina uma família de 5 pessoas tendo que viver com isso, não imagine, o seu vizinho vive. O resultado representa um aumento de 53% na comparação com 2014, quando teve início a crise econômica no país, só para constar ok. Qualquer dúvida pesquise, não no posto Ipiranga, mas em fontes confiáveis tipo o IBGE por exemplo. 

Brincadeiras à parte, isso quer dizer que 12,1% da população do país vive na miséria, conforme aponta a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)… procura lá pra você ver..Pesquise, se informe, abra os olhos, ou melhor! Acorde! A realidade está estampada bem na sua cara e você ainda não viu ou faz questão de ficar brigando por causa de político. Toma vergonha nessa cara e vai pesquisar sobre o teu político e ver se ele é digno de receber seu voto antes de joga-lo fora. 

O que algumas pessoas precisam entender primeiro, é que nenhum político desonesto devia se quer pensar em candidatar-se e em segundo lugar, olhar em volta e constatar a realidade nua e crua que vivemos atualmente, desemprego, insegurança, saúde precária, gente morrendo nas filas dos hospitais e pessoas tendo a vida tirada pela violência. Sem falar nas crianças morrendo de fome. Crianças estas que muitas vezes tem seu direito a educação e a um simples prato de merenda roubado ou desviado muitas vezes por esse mesmo político que você tanto o defende. Vivemos em condições péssimas de saneamento, falta o básico…Falta respeito às leis, pois elas dizem que devemos ter moradia digna, conhece alguém morando na rua? Pagando aluguel! Sem teto, então! Culpa do teu político de estimação. Que está aí para providenciar tudo isso para a nossa população, para todos nós brasileiros. Ou melhor, não está nem aí pra gente. 

 Falta segurança, nos falta coisas simples… não podemos mais andar por ai falando com alguém ao celular. “Cuidado guarda, vão te roubar”. Isso quando “não” atiram, te matam e muitas vezes nem te levam nada. Puro prazer pelo crime ou pura convicção de que nada acontecerá. Devem ser menores influenciados negativamente por essa sociedade desiquilibrada ou vítimas dela mesmo. Bem! O que sabemos e temos visto é que a impunidade tomou conta de nossas ruas, o desrespeito toma conta de nossas escolas, sem falar nas crianças e na forma que estão sendo educadas ou educadas de maneira completamente fora do padrão. O número de jovens de 16 a 29 anos que não estudam nem trabalham atingiu 25,8% do total, grupo que representa 11,6 milhões de pessoas nessa faixa etária, ou seja, caminhamos para um mar de analfabetos funcionais, esse é o pais que teremos em dez anos.  Mais ainda sim recebem bolsa escola. Como? Se não estudam.  Nem sempre ir à escola, significa que devemos estudar, devemos manter a frequência que o governo garantirá nossa aprovação.  Precisamos mudar a forma como olhamos a realidade “fazendo vista grosso” achando que tudo que está aí é normal ou que nunca irá mudar, faz-se necessário a mudança imediata antes que sejamos acusados por nossos filhos, netos e futuros cidadãos deste pais de sermos omissos ou coniventes com esse desrespeito todo que temos visto.O ódio generalizado, a impunidade diária dos fatos e das versões, não vi, nunca vi, não é meu, a culpa é do juiz que não deixa ele fazer e acontecer. O político x é homofobico, preconceituoso ou racista, flamenguista, narcisista ou jogador de futebol, sim o que seja. O outro é cabra macho da peste, e não abre mão de suas raízes conservadoras e por isso é machista. E se forem o que dizem ser, todo esse desrespeito só acontece se permitirmos que ele aconteça.   Somos o que somos e o que queremos ser, ninguém mudará sua essência. Já seu comportamento talvez, pois vivemos em uma sociedade com regras a serem seguidas, pelo menos as que estão escritas na Carta Magna deveriam. A diferença entre nós e um dos políticos a cima é o foro privilegiado, se expressam da maneira que lhes convém, já nós, meros mortais, de jeito nenhum podemos agir e pensar como tais. Se não, nos tornaremos iguais mesmo sendo completamente diferentes.  Vivemos numa sociedade que se diz preconceituosa e desrespeitosa, fazer o que? Impor o respeito a força ou fazer pelo exemplo, as ações devem ser realizadas para que sejam seguidas como exemplo, sempre foi assim…que geração é a nossa que diz que quer respeito, mas quando alguém diverge de suas opiniões logo é atacado e chamado de facista, de filho da puta ou agredido na sequência o cara do canal mamãe falei que o diga. Onde está o respeito na frase: o sujeito me tratou com indiferença e eu o tratei com palavras de baixo calão e “taquei-lhe uma cusparada bem na cara”. Ó! que exemplo.A educação que nossas famílias nos deu foi para que sejamos sempre pacientes , respeitosos e educados com todos, independente de sexo, religião, opção sexual, cor, raça, etnia ou profissão.Mais o que acontece atualmente?Não se respeitam as leis, sejam elas morais, intelectuais, éticas, religiosas e até mesmo as leis de transito que começam na compra das carteiras, condutores que simplesmente desrespeitam a lei como se fosse algo natural e isso sem dúvidas coloca em risco a segurança de todos, mas isso é algo normal em nossa sociedade, não é? É o que parece. Uma hora isso muda e todos aqueles que acham tudo “errado”, normal, deverão respeitar todas as formas de expressão, comunicação, expressão e escolhas. Claro que a passos lentos caminhamos para um Brasil melhor, onde todos se respeitarão. E boa briga ai com seu amigo sobre política. E que venha outubro. WCF agosto de 2018.

Comentários