Um dia da caça outro do caçador, esse provérbio é bastante conhecido entre os jargões brasileiro, com essa mesma palavra iremos conta o que aconteceu com o nacional Guilherme Silva Viana, 19 anos de idade, morto com vários tiros de arma de fogo, disparado por uma suposta vitima que Guilherme Silva, iria executar.
O caso aconteceu por volta de 01h30, da madrugada desta sexta-feira (25)  na rua Afonso Aurino, entre as ruas Sol Poente e 24 de março no bairro da Paz.
De acordo com o delegado plantonista José Aquino, Guilherme Silva teria chegado ao local para matar uma pessoa, só que quando desceu da moto na esquina da rua Sol Poente e caminhou em direção ao endereço da vítima a mesma já o aguardava escondida atrás de um beco e sem contar conversa, atirou no pistoleiro.
Nos primeiros levantamentos, Guilherme Silva, que estava usando um colete a prova de bala,  teria chegado ao local para matar uma pessoa, entretanto a informação vazou e sua presa se armou e o esperou, quando o pistoleiro apareceu no local o mesmo foi surpreendido por quem seria sua vítima.
A polícia não encontrou no local nenhuma cápsula de bala nem tão pouco a arma que o homem portava.
Caetano Silva do Portal Noticias de Parauapebas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here