Temendo demissão em massa, trabalhadores da Vale interditam PA 275

0
755

Na manhã desta terça-feira (15), funcionários da mineradora Vale bloquearam a PA-275, no município de Curionópolis, sudeste do Pará. Os empregados, que fazem parte do efetivo da Mina de Serra Leste, exigem que o Governo do Estado conceda Licença Ambiental à empresa para que ela amplie sua capacidade de produção de minério de ferro.

De acordo com Josafá Costa, um dos organizadores, a manifestação é uma forma que os funcionários da empresa, que temem por seus empregos, e a comunidade local encontraram para pressionar o governo e assim garantir os postos de trabalho dos cerca de 600 funcionários diretos e os quase 400 indiretos gerados pela mineradora em Curionópolis.

“Estamos aqui desde às 10h30 da manhã e só sairemos quando o Governo do Estado emitir parecer favorável”, garante Josafá Costa, operador de máquinas da Vale.

Josafá afirma ainda que as exigências do governo podem vir na forma de condicionantes para a manutenção da licença. “Essa situação tem como ser contornada. Uma cidade toda não pode ser prejudicada por falta de acordo da Sema [Secretaria de Estado de Meio Ambiente] e Vale”, reclama.

Há alguns dias a mineradora informou que irá conceder licença remunerada aos empregados de Serra Leste com a garantia apenas de 50% do salário base. A medida foi tomada por causa da demora para a obtenção da Licença Ambiental que ampliará a produção de minério de ferro, passando dos atuais 2 milhões de toneladas para 6 milhões de toneladas por ano. A Secretaria de Meio Ambiente do Estado é a responsável pela aprovação da autorização.

Receosos que demissões aconteçam e reflitam negativamente na economia do município, servidores públicos e comerciantes locais apoiaram o movimento. Até o fechamento desta matéria, a rodovia, principal via de acesso aos municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás onde estão localizados outros grandes empreendimentos minerários, permanecia bloqueada.

A Mina de Serra Leste, que fica a 50 quilômetros de Curionópolis e a cinco quilômetros de Serra Pelada, tem reserva inicial de 307,4 milhões de toneladas, com teor médio de 65,4% de ferro.

AmGiIfTIhq-gK5nX_H0UgT7b6agRgn1a-8GhH_KNexH0

Fonte: Conecta Carajas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui