Temendo demissão em massa, trabalhadores da Vale interditam PA 275

0
819

Na manhã desta terça-feira (15), funcionários da mineradora Vale bloquearam a PA-275, no município de Curionópolis, sudeste do Pará. Os empregados, que fazem parte do efetivo da Mina de Serra Leste, exigem que o Governo do Estado conceda Licença Ambiental à empresa para que ela amplie sua capacidade de produção de minério de ferro.

De acordo com Josafá Costa, um dos organizadores, a manifestação é uma forma que os funcionários da empresa, que temem por seus empregos, e a comunidade local encontraram para pressionar o governo e assim garantir os postos de trabalho dos cerca de 600 funcionários diretos e os quase 400 indiretos gerados pela mineradora em Curionópolis.

“Estamos aqui desde às 10h30 da manhã e só sairemos quando o Governo do Estado emitir parecer favorável”, garante Josafá Costa, operador de máquinas da Vale.

Josafá afirma ainda que as exigências do governo podem vir na forma de condicionantes para a manutenção da licença. “Essa situação tem como ser contornada. Uma cidade toda não pode ser prejudicada por falta de acordo da Sema [Secretaria de Estado de Meio Ambiente] e Vale”, reclama.

Há alguns dias a mineradora informou que irá conceder licença remunerada aos empregados de Serra Leste com a garantia apenas de 50% do salário base. A medida foi tomada por causa da demora para a obtenção da Licença Ambiental que ampliará a produção de minério de ferro, passando dos atuais 2 milhões de toneladas para 6 milhões de toneladas por ano. A Secretaria de Meio Ambiente do Estado é a responsável pela aprovação da autorização.

Receosos que demissões aconteçam e reflitam negativamente na economia do município, servidores públicos e comerciantes locais apoiaram o movimento. Até o fechamento desta matéria, a rodovia, principal via de acesso aos municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás onde estão localizados outros grandes empreendimentos minerários, permanecia bloqueada.

A Mina de Serra Leste, que fica a 50 quilômetros de Curionópolis e a cinco quilômetros de Serra Pelada, tem reserva inicial de 307,4 milhões de toneladas, com teor médio de 65,4% de ferro.

AmGiIfTIhq-gK5nX_H0UgT7b6agRgn1a-8GhH_KNexH0

Fonte: Conecta Carajas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.