Sindicato vai processar o Detran e pedir segurança

1016

O Sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Estado do Pará (Sindtran) vai fazer uma representação junto ao Ministério Público do Estado (MPE) e processar  o Departamento de Trânsito do Pará (Detran) na Justiça Comum após um agente de trânsito do órgão ter sido atropelado durante uma fiscalização em Tucuruí, região sudeste do Pará, no sábado (18).

A principal motivação é o descumprimento  do artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que determina que a receita arrecadada com a cobrança de multas seja aplicada em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, além de fiscalização e educação de trânsito, entre outros.

“O Detran é responsável pelo aparelhamento capaz de oferecer condições de trabalho com segurança, como rádios, celulares funcionais,  barreiras plásticas, cones e tambores reflexivos, lanternas de sinalização noturna, talonário eletrônico, viaturas em condição de uso e em quantidade suficiente – as que possuímos, hoje, estão sucateadas e em número reduzido”, resumiu o presidente do Sindtran, Élison Oliveira.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui