Ao longo do ano, o setor industrial do Pará perdeu 2.475 postos de trabalho. Segundo o Dieese/PA, entre janeiro e outubro ocorreram 27.129 admissões contra 29.604 desligamentos. No mesmo período do ano passado, o saldo de empregos formais também foi negativo no setor, só que bem menor que este ano. Foram feitas naquela oportunidade 34.680 admissões contra 35.630 desligamentos, um saldo negativo de 770 postos.

As análises apontam ainda que no balanço dos primeiros 10 meses de 2016, no setor da indústria de transformação envolvendo os estados da região Norte, a maioria apresentou saldos negativos. A exceção ficou por conta de Roraima com saldo positivo de 36 postos. Já o destaque negativo ficou com o Amazonas com a perda 3.862 postos de trabalhos, seguido do Pará com a perda de 2.475 postos. Em outubro, a indústria, no Pará, seguiu essa tendência e apresentou queda na geração de empregos formais. Houve 2.601 contratações e 2.723 dispensas. O salto negativo ficou em 122 postos.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here