Secretária e ex-secretário de Parauapebas-PA presos por fraude na educação são liberados

0
386

A secretária de Educação de Parauapebas, Juliana Souza Santos, e o ex-secretário adjunto de Educação, Shirlean Rodrigues da Costa, foram liberados nesta quarta-feira (26). A dupla foi presa pela Polícia Federal no último dia 18 de agosto, em operação que investigou o desvio de recursos do transporte escolar de Parauapebas e Canaã dos Carajás, sudeste do estado. O esquema de fraudes que ultrapassa R$ 7 milhões.

A prisão dos dois foi revogada pelo Tribunal Federal da 1ª Região. De acordo com a Superintendência do Sistema Penal do Pará (Susipe), Shirlean Costa estava custodiado no Central de Triagem Masculina de Marabá e foi solto às 17h. Juliana Santos estava detida no Centro de Recuperação Feminino de Marabá e foi liberada em seguida.

Corrupção

O esquema de corrupção funcionava desde 2013 e ocorria na contratação de empresas para realizar o transporte escolar de estudantes na zona rural de Parauapebas. Segundo a PF, a Secretaria de Educação dispensou por duas vezes o processo de licitação e contratou duas empresas para prestar o serviço de transporte escolar. Uma das empresas contratadas ilegalmente é da área da construção civil. Segundo a Prefeitura de Parauapebas, o órgão está colaborando com as investigações da Polícia Federal.

Um empresário da construção civil suspeito de participação no esquema de fraudes foi preso.No total, seis pessoas foram presas sob a suspeita de integrarem uma organização criminosa composta por empresários e servidores públicos que estariam desviando recursos públicos destinados ao transporte escolar.

Os presos deverão responder pelos crimes de organização criminosa, fraudes em licitação, falsidade ideológica, peculato e apropriação indébita previdenciária.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.