Nesta semana moradores de diversos bairros de Parauapebas estão reclamando da situação em que a água está chegando nas torneiras, em muitos casos o ‘bendito liquido’ está com mal cheiro, gosto de barro e em coloração marrom.
Diante de toda repercussão em torno do assunto, a Assessoria de Comunicação da autarquia diz que apesar do cheiro incomum e o gosto na água, o mesmo não prejudica a saúde, confira a nota na integra;
NOTA DE ESCLARECIMENTO/SAAEP
Concentração de algas causa gosto e cheiro incomuns em água, mas não prejudica saúde. Problema está sendo resolvido
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) esclarece que o cheiro e gosto incomuns encontrados na água fornecida pela autarquia, em alguns pontos da cidade, são provocados pela grande concentração de algas conhecidas como chlorella, encontradas no rio Parauapebas, onde é captada a água para ser tratada e distribuída para a população. 
O episódio deve-se ao elevado volume de chuva do último mês, que ocasionou o agrupamento de material orgânico no rio, propiciando o aparecimento da alga que causa o mau cheiro na água, mesmo após o seu tratamento.
O Saaep já está buscando soluções para eliminar o problema o mais rápido possível, com a utilização de produtos específicos e com outras alternativas que resolvam o fenômeno. Enquanto isso, tranquiliza a população, pois assegura que a água fornecida pelo Serviço de Abastecimento pode ser consumida com segurança por não acarretar problemas para a saúde.
O Saaep entende que o consumo de referida água provoca desconforto e pede a compreensão da população até o problema ser resolvido.

Comentários