Reuniões definem organização do simulado de desastres em Parauapebas

0
398

Parauapebas conta hoje com 15 áreas de alto risco, identificadas pelo governo federal, através dos Serviços Geológicos do Brasil. Por conta da possibilidade de ocorrência de grandes desastres, com destaque ao deslizamento e deslocamento de massas, devido a ocupação desordenadas dos morros, a Defesa Civil Municipal solicitou apoio da Estadual e Nacional para realização de um simulado de deslizamento.

Estarão envolvidos nesse simulado diversos órgãos públicos e privados, como as secretarias municipais de Obras (Semob), de Assistência Social (Semas), de Saúde (Semsa) e de Meio Ambiente (Semma); polícias Militar e Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros Militar, Instituto de Medicina Legal (IML), Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) e empresa Vale. O evento tem como objetivo preparar esses órgãos para enfrentar as situações decorrentes de um risco iminente de acidentes.

“O simulado faz parte das ações de preparação da Defesa Civil. Há possibilidade de uma situação como essa ocorrer aqui em Parauapebas. Precisamos preparar a comunidade da área e entorno, assim como o poder público, para enfrentar essas possíveis situações”, relata a major Alessandra Pinheiro, da Defesa Civil do Estado do Pará.

A preparação é realizada pela equipe da Defesa Civil do Estado do Pará, a pedido da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), que é vinculada à Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi).

Os representantes das instituições envolvidas devem participar de três encontros, sendo que o primeiro foi realizado no mês passado, o segundo ocorreu nesta segunda-feira (20) e o terceiro está programado para o dia 24 de novembro.

Durante o primeiro encontro foi apresentada a proposta de realizar uma simulação de desastres, em um dos pontos de área de risco localizado no Bairro Liberdade II, assim como a importância dessa ação preventiva de preparação dos agentes públicos para lidar em situações nesse contexto.

Já no encontro realizado na última segunda-feira (20), cada órgão teve a oportunidade de entender sua participação no processo. Além de representantes de todos esses órgãos, alguns moradores, representando o Núcleo de Defesa Civil na Comunidade (Nudecs), também foram convidados a participar das reuniões de preparação do evento.

Marcado para o dia 29 de novembro, a simulação de desastre vai contar com a mobilização de todos os órgãos envolvidos e com a participação de atores que encenarão situações enfrentadas por possíveis vítimas.

 

Texto: Karine Gomes

Fotos: Anderson Souza

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.