A polícia ainda não tem pista do paradeiro dos assassinos que na noite de quarta-feira (04), executou com seis tiros o ex-presidiario José Ribamar da Silva, de 35 anos de idade. Segundo a polícia minutos antes de ocorrer o crime, vítima e os acusados bebiam juntos em um bar localizado na Rua Princesa Isabel, esquina com a Espírito Santo, bairro Liberdade I.

 José Ribamar da Silva

O crime aconteceu por volta das 21 horas, quando a vítima deixava o bar em uma moto, instante em que teria sido surpreendido com os disparos pelas costas, vindo a caiu da moto. Baleado, segundo as informações, José Ribamar ainda tentou escapar correndo pela rua, mas foi alcançado pelos seus algozes que efetuaram outros disparos contra a vítima.

Socorrido por um veículo que passava no local e conduzido ao Hospital Municipal, José Ribamar, não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito antes de receber os primeiros socorros naquela casa de saúde.

Enquanto a policia realizava os primeiros levantamentos do assassinato de José Ribamar da Silva outra pessoa era vitima de arma de fogo na Rua Iguaçu com Pindaré, casas populares II, a vítima trata-se de Paulo Roberto, de 23 anos.

Paulo Roberto em vida (Foto Facebook)

As primeiras informações repassadas a nossa equipe, é que chegaram duas pessoas em uma moto ainda moto o abordaram e efetuaram vários disparos contra Paulo Roberto, o jovem era líder do PSD jovem de Parauapebas.

Paulo Roberto foi socorrido e levado ao hospital o rapaz também veio a óbito logo que deu entrada no ponto socorro, o mesmo foi alvejado por 15 tiros, sendo três no rosto e doze no peito, tórax, e abdômen.

Texto – Da redação