Presidente do PSD de Breu Branco é acusado de ser o mandante da morte do prefeito da cidade

0
3572

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) confirmou neste momento que o presidente do Partido Social Democrático (PSD) do município de Breu Branco, Ricardo Pessanha, conhecido como Ricardo Chegado, é apontado como um dos mandantes e está entre os presos pelo assassinato do prefeito da cidade, Diego Kolling, conhecido como Alemão. O gestor foi eleito pelo mesmo partido. Outras três pessoas também foram presas – dentre elas o executor, conhecido como Lelo Batata – e todas estão sendo encaminhados para a Superintendência Regional da Polícia Civil na Região dos Lagos, em Tucuruí.

Ricardo Chegado foi o coordenador em Breu Branco da campanha do deputado federal Éder Mauro (PSD), que é delegado da Polícia Civil. Conforme a Polícia Civil, o preso mantinha relação antiga com o executor, que trabalhou para o presidente do partido como tratorista. Ricardo foi preso na fazenda de um amigo. Mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão foram cumpridos nas áreas urbana e rural do município, localizado a 248 km de Marabá, no início desta manhã, durante operação que mobilizou 40 homens e foi coordenada pelo delegado geral da Polícia Civil do Estado do Pará, Rilmar Firmino.

A assessoria de comunicação da Segup se comprometeu a divulgar mais detalhes ao longo do dia. Diego Kolling foi alvejado a tiros enquanto pedalava com amigos na Rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Goianésia, em maio deste ano. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Breu Branco é município vizinho à Tucuruí, onde o prefeito Jones William da Silva Galvão, de 42 anos, também foi morto a tiros na última terça-feira (25). Em janeiro do ano passado foi executado João Gomes, conhecido como “Russo”, prefeito de Goianésia do Pará.

Reportagem: Luciana Marschall do Correio de Carajás 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here